Seja o primeiro a compartilhar

Joanetes: como são formados, quais as causas e tratamentos?

Sabe aquele tênis que lhe acompanhou em inúmeras saídas e você ainda o utiliza mesmo estando apertado nos seus pés? A insistência em usá-lo, apesar do desconforto, pode facilitar a formação de joanetes, um problema que afeta principalmente os adultos mais velhos e especialmente as mulheres.

O joanete é uma protuberância óssea que se forma na parte externa do dedão do pé. Ele surge quando alguns dos ossos na área frontal se deslocam, forçando a ponta do dedão em direção aos dedos menores, desalinhando a articulação metatarsofalângica (MTP) após anos de pressão provocada por calçados estreitos e pontiagudos.

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

Como boa parte dos calçados não possui espaço para acomodar a saliência resultante, ela continua sendo pressionada. Ao mesmo tempo, a bursa, uma pequena bolsa cheia de líquido responsável por proteger a MTP, pode se inflamar e fazer com que a articulação fique rígida e dolorida.

Além do dedão, o problema também pode afetar o dedinho do pé, por causa da pressão promovida na parte oposta, relacionada ao uso de tênis e outros calçados estreitos. Neste caso, a deformidade no mindinho costuma ser popularmente chamada de joanete do alfaiate.

Leia também: Poulaines: a moda do sapato que causou uma "praga" dos joanetes

Outras causas do joanete e sintomas

É importante ressaltar que o uso de calçados apertados não é a causa do problema, que gera discussão entre os especialistas, e sim um dos facilitadores para a formação de joanetes. A deformidade no dedão também pode estar relacionada, por exemplo, a estresse ou lesões nos pés.

Doenças inflamatórias como a artrite reumatoide são outra possível causa para o aparecimento da proeminência óssea, assim como o formato do pé. Neste último caso, o histórico familiar pode indicar uma predisposição ao problema, dependendo do tipo de estrutura herdada.

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

Quanto aos sintomas do joanete, o principal é o surgimento da protuberância na parte externa da base do dedão do pé, de fácil identificação. Calos se desenvolvendo nas áreas em que o primeiro e o segundo dedos se encontram e dormência do dedão são outros sinais importantes.

Vermelhidão, inchaço ou dor ao redor da articulação do dedão, limitações nos movimentos do dedão e dificuldades para usar calçados fechados também podem indicar que a deformidade está para surgir.

Tratamentos e prevenção

Em geral, a protuberância não requer muitos cuidados, mas se houver um incômodo maior, como dificuldade para andar ou dores recorrentes, pode ser necessário tratar o joanete para alívio dos sintomas usando dispositivos ortopédicos (almofadas, palmilhas, etc), analgésicos e fazendo fisioterapia. Dependendo do caso, existe a possibilidade de realizar cirurgia para retirar joanete.

Já em relação à prevenção, a melhor alternativa é escolher sapatos apropriados para o tamanho do seu pé, evitando modelos estreitos, pontiagudos e saltos altos que pressionem os dedos.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.