Acidente em metrô mexicano é um dos mais graves da história; veja lista

Uma queda de vagões de metrôs em uma avenida na Cidade do México, na última segunda-feira (03), deixou 23 pessoas mortas. O acidente aconteceu porque os vagões descarrilaram depois de um desabamento de um viaduto. O caso acabou entrou na lista das fatalidades mais graves da história, empatando, coincidentemente, com uma outra situação acontecida no México, em 1975.

Desde que o 1º metrô foi inaugurado, ainda no século XIX, o mundo já vivenciou vários acidentes no modal. Apesar de ser um meio de transporte extremamente seguro, infelizmente problemas técnicos e falhas humanas já acabaram resultando em grandes tragédias.

Levando em consideração a situação dessa semana, a AFP fez um levantamento dos acidentes de metrô mais graves das últimas 4 décadas. Confira, a seguir, a lista das 5 ocorrências mais fatais desde os anos 70.

5. México (23 mortos)

A Cidade do México já tinha passado por uma tragédia no sistema de trens em outubro de 1975. À época, dois metrôs se chocaram e deixaram 23 pessoas mortas, o mesmo número que foi apurado até esta terça-feira (04) no acidente mais recente. Além das vítimas fatais, foram contabilizados outros 55 feridos.

4. Reino Unido (31 mortos)

O sistema de metrôs do Reino Unido data do século XIX, com o Metropolitan Railway. Considerado o primeiro do mundo, o modal histórico deu origem ao atual (e bastante tradicional) Metropolitano de Londres.

Em novembro de 1987, o transporte subterrâneo foi palco de uma grande tragédia. Um incêndio em uma escada rolante na estação King’s Road matou 31 pessoas e feriu outras 150.

Acidente no Reino Unido

3. Espanha (43 mortos)

O Metrô de Valência, cidade espanhola, foi inaugurado no final da década de 80 e é um dos maiores do país, com mais de 138 estações. Em julho de 2006 ele esteve nas manchetes de uma forma bastante negativa e triste.

Dois vagões acabaram descarrilando e matando 43 pessoas, sendo que 21 delas eram da cidade de Torrent. A situação também deixou 47 pessoas feridas e as investigações oficiais apuraram que a causa da tragédia foi a alta velocidade que os metrôs estavam circulando.

Acidente em Valência

2. Coreia do Sul (198 mortos)

O sistema de metrôs da Coreia do Sul é um dos melhores e mais extensos do mundo. São mais de 5 linhas que interligam cidades como Seul, Busan e Gwangju. Em fevereiro de 2003, porém, os sul-coreanos sofreram com uma grande tragédia no meio de transporte.

Um homem que tentava cometer suicídio colocou fogo em dois vagões, causando um grande incêndio. Cerca de 198 pessoas acabaram falecendo e mais de 147 se feriram em Daegu, cidade no sudeste do país.

Acidente na Coreia

1. Azerbaijão (292 mortos)

O pior acidente em metrôs pelo mundo nos últimos 40 anos aconteceu no Azerbaijão. A capital do país, Baku, possui um sistema metropolitano que foi construído ainda quando o país era uma República Soviética.

Uma tragédia, que fez com que um incêndio tomasse conta de um dos trens do modal, acabou deixando 292 pessoas mortas e mais de 260 feridas em outubro de 1995. O vagão estava entre 2 estações. Apesar de a versão oficial culpar uma falha elétrica, uma sabotagem é apontada como possibilidade para responder sobre o ocorrido.

Acidentes em trens

A lista formulada pela AFP lembra somente acidentes em metrôs. Porém, se levarmos em consideração os trens (que também são modais férreos), a situação ficaria um pouco diferente.

Para se ter uma ideia, o pior acidente com trens na história matou cerca de 1,7 mil pessoas. Chamado de “Desastre Ferroviário de Peraliya”, a tragédia ocorreu no Sri Lanka, em dezembro de 2004.

Diferentemente dos outros casos citados, essa catástrofe foi causada por um desastre natural. No caso, um tsunami vindo do Oceano Índico foi o causador da calamidade, que também deixou mais de 100 pessoas feridas.

Acidente no Sri Lanka

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.