Você vai se surpreender com essa história sobre assassinatos e hambúrgueres
09
Compartilhamentos

Você vai se surpreender com essa história sobre assassinatos e hambúrgueres

Último Vídeo

Os motivos de um crime podem ser descobertos durante uma investigação, mas mesmo que isso não aconteça ele continua existindo na cabeça do criminoso. E no caso de Joe Metheny, que no fim confessou todos os seus crimes voluntariamente e em detalhes, os motivos pouco importavam, pois a forma como ele se livrava dos corpos foi o que realmente chocou os policiais.

Joe era casado e tinha um filho, mas sua esposa era viciada em drogas e um dia ela fugiu com a criança. Os motivos da fuga da mulher não foram esclarecidos, por isso ele entrou em um estado de fúria e resolveu sair em busca dos dois. Ele passou dias atrás de sua esposa, procurando em casa abandonadas e embaixo de pontes, onde ele sabia que ela costumava se drogar.

Joe Metheny Joe Metheny sendo preso pela primeira vez

A busca não teve sucesso, mas em um dos locais onde esteve ele encontrou dois moradores de rua. Apesar de não possuir prova alguma, ele acreditava que esses dois homens tinham consumido drogas com sua esposa, e quando eles não deram nenhuma pista sobre o paradeiro dela, Joe matou ambos com um machado. Após o assassinato, ele viu um pescador que poderia ter sido testemunha do crime, então por precaução o matou também.

Esses primeiros três assassinatos foram passionais, e após cometê-los ele entrou em pânico e jogou os corpos em um rio para esconder as evidências. A tática não foi eficaz, e Joe acabou preso pela morte dos dois moradores de rua, passando 1 ano e meio na prisão enquanto aguardava julgamento. Durante a investigação, os corpos não foram encontrados, por isso ele foi absolvido e liberado.

O início dos hambúrgueres

O tempo em que esteve preso não afetou a determinação de Joe na busca de sua esposa e seu filho. Apesar disso, pouco tempo depois de sair da cadeia ele matou duas prostitutas, e dessa vez sem motivo aparente. Em vez de jogá-las no rio, o sujeito iniciou o sádico processo de desmembrar os corpos, armazenando as partes com mais carne em um refrigerador e enterrando o que sobrava.

2

Com todas as evidências do crime devidamente escondidas, ele misturou as carnes humanas das vítimas com porco, transformando o resultado em hambúgueres que foram vendidos em uma barraca na beira da rodovia. Durante semanas, várias pessoas pararam e comeram o hambúguer feito por Joe, sem qualquer reclamação. Após ser preso novamente, ele disse que “carne humana tem um gosto muito parecido com a de porco, e se você misturar as duas ninguém percebe a diferença”.

Cada vez que seu estoque de carne diminuía, ele saía e encontrava outra vítima, matando uma pessoa inocente e repetindo o processo. De acordo com sua confissão, ele matou 10 pessoas no total, e os policiais acreditam que ele não pararia voluntariamente se não fosse preso.

E foi durante uma de suas “caçadas” que Joe foi capturado. Em 1996, durante a sua última tentativa de assassinato, a vítima fugiu e foi até a polícia. Após a prisão, ele foi julgado e condenado à morte, mas no ano 2000 essa pena foi convertida em prisão perpétua. Em 2017, ele foi encontrado morto em sua cela.

Joe MethenyJoe Metheny

Durante seu interrogatório, Joe forneceu detalhes de todos os crimes, inclusive do pescador morto antes da primeira prisão, do qual ele não era nem suspeito de ter sido o autor. Ele não pareceu sentir remorso do que fez, e quando foi preso disse a um policial que era uma pessoa muito doente.

Ele também revelou seu único ressentimento: “A única coisa com que me sinto mal é por não ter conseguido matar minha ex-mulher e o desgraçado com quem ela se envolveu”. 

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.