God of War: veja quem são os principais personagens do game na mitologia
200
Compartilhamentos

God of War: veja quem são os principais personagens do game na mitologia

Último Vídeo

Se você é fã de games e está sempre antenado nos últimos lançamentos, certamente sabe que nesta semana sai o tão aguardado God of War. Os nossos colegas lá do Voxel já organizaram uma cobertura completíssima sobre o jogo, incluindo matérias, análises e todo tipo de informações — que você pode conferir através deste link.

Nós aqui do Mega Curioso não entendemos tanto assim de jogos como o pessoal do Voxel, mas como curtimos... curiosidades, decidimos fazer uma lista contendo os principais personagens de God of War e contar um pouquinho sobre quem são eles na mitologia grega. Então, prepare papel e lápis para desenhar uma árvore genealógica do Olimpo e venha com a gente!

1 – Zeus

Zeus era o Rei dos Deuses, assim como do céu, da lei e a da ordem, do tempo, do trovão, do destino... Enfim, deus supremo na mitologia grega. Ele era um dos filhos dos titãs Cronos e Reia, mas foi o único a sobreviver ao apetite voraz do pai — graças à perspicácia de sua mãe. Cronos devorou seus demais filhos — Hades, Poseidon, Hera, Deméter e Héstia —, e quando estava prestes a devorar Zeus também, Reia fugiu com o pequeno com a ajuda de Gaia, a Mãe-Terra, e o deixou em uma caverna em Creta, onde ele foi criado em segredo.

Zeus, Rei dos deuses(Greek Mithology Wiki)

Depois de adulto, Zeus se uniu à deusa Métis — que se tornou sua primeira esposa — e a recrutou para dar uma poção mágica a Cronos para, assim, libertar os jovens deuses que ele tinha devorado. Zeus, então, se uniu a seus irmãos Hades e Poseidon e, juntos, o trio lutou contra o pai e o derrubou do trono. Zeus assumiu o lugar de Cronos, e seus irmãos, Hades e Poseidon, os reinos do submundo e dos mares, respectivamente.

2 – Hades

Irmão de Zeus, Hades era o deus do submundo e dos mortos na mitologia grega, além de ser conhecido como deus da riqueza, uma vez que os metais preciosos da Terra ficavam em sua posse. Ele se casou com Perséfone, única filha de Deméter — o que significa que a jovem era sua sobrinha. E a união dos dois não foi o que podemos chamar de tranquila, já que Perséfone não estava muito a fim de se casar com Hades, e ele teve que sequestrá-la.

Hades(Wikimedia Commons/Marie-Lan Nguyen)

Ficou surpreso com essa história de casamento forçado entre tio e sobrinha? Tem mais: a moça era filha de Deméter com Zeus que, conforme citamos no item anterior, eram irmãos. Basicamente, o Olimpo era uma zona! Mas, voltando a Hades, ele se manteve fiel a Perséfone, e a união dos dois acabou dando certo no fim das contas. Ademais, ele costumava ser retratado como um deus que se sentava majestoso em seu trono no mundo dos mortos e tinha em seu poder espécie de touca — o Elmo das Trevas —, que podia tornar invisível quem quer que a vestisse.

3 – Poseidon

Poseidon era o deus dos mares e protetor das águas e das criaturas marinhas na mitologia grega, assim como o deus das inundações, dos terremotos, da seca e dos cavalos. Dos cavalos? Sim... E nós já explicaremos o motivo! Poseidon ganhou o posto depois de ajudar seus irmãos a derrubarem o pai, Cronos, do trono, e se casou com Anfitrite, uma nereida filha da Ninfa Dóris — uma das muitas divindades aquáticas da mitologia — e de Nereu, uma divindade conhecida como “velho do mar”. Mas antes de desposar a moça...

Poseidon(Mithology Wiki)

Poseidon começou arrastar uma asinha para o lado de Deméter, sua irmã (nós comentamos que as coisas no Olimpo eram complicadas, né?), e ela, para desencorajar os avanços de Poseidon, pediu que ele criasse a criatura mais bela da Terra. Depois de incontáveis tentativas, ele acabou criando o primeiro cavalo do mundo — mas até lá já tinha se passado tanto tempo que o deus acabou perdendo o interesse em Deméter. Ah! Ele costumava ser retratado com um tridente em punho.

4 – Ares

Na mitologia grega, Ares, filho de Zeus com sua segunda esposa, Hera, era o deus da guerra — mas da guerra selvagem, violenta, sangrenta e brutal. Ele representava a personificação da matança e geralmente era retratado como um cara bonitão e forte que aparecia montado nu em um carro puxado por quatro garanhões imortais cuspidores de fogo.

Ares(Wikimedia Commons/Patrick Denker de Athens)

Ares era meio-irmão de Atena — de quem vamos falar logo mais —, que também era deusa da guerra, mas focada na estratégia e nas táticas de conflito. E os dois brigavam feio, o que não é de se estranhar, uma vez que estamos falando de dois deuses da guerra! Mas, voltando a Ares, ele teve um caso com ninguém menos que Afrodite, a deusa mais bela do Olimpo, uma história que rendeu bastante confusão, visto que ela já era casada, com o titã Hefesto, que era feiosinho e deus dos vulcões, do fogo e da forja.

5 – Atena

Conforme mencionamos no item anterior, Atena era deusa da guerra na mitologia grega, bem como deusa da sabedoria, das artes, da justiça e da estratégia em batalha. Meio-irmã de Ares, ela era filha primogênita de Zeus com Métis, mas seu nascimento foi bem peculiar. Quando Zeus soube que Métis estava grávida, engoliu a esposa — e Atena nasceu da cabeça do deus, já crescidinha e toda vestida para a guerra!

Atena(Deadliest Fiction Wiki)

Atena também era deusa da saúde, da astúcia, da prudência e da proteção e simplesmente imbatível — sendo inclusive melhor do que Ares (o que pode ser um dos motivos de os dois viverem se atracando no Olimpo). Ela foi padroeira de inúmeras cidades e guardiã de Atenas, onde o Partenon era seu templo, e foi uma das três deusas virgens, juntamente com Héstia e Artêmis. Aliás, vale mencionar que Atena nunca se casou, mas teve inúmeros amantes — embora tenha mantido a virgindade eterna. Ela era uma deusa, né? Isso explica... Talvez?

6 – Hércules

Famoso por sua coragem, inteligência e força extraordinária, Hércules, na verdade, é o nome do deus grego Héracles na mitologia romana. Ele está entre os heróis mais reconhecidos das duas mitologias e, na grega, ele era um semideus filho de Zeus com uma mulher mortal, Alcmena.

Hércules(Wikimedia Commons/Ricardo André Frantz)

Aliás, Héracles — ou Hércules, se você preferir — nasceu de uma “pilantragem” do Rei dos Deuses! Zeus se fez passar pelo marido de Alcmena, Anfitrião, que estava em guerra, e acabou engravidando a mortal. Hera, a esposa de Zeus, ficou uma arara com a traição, obviamente, mas, em vez de descarregar sua ira no marido, focou todo o seu ódio em Héracles, que, desde criança, teve que se defender das perseguições da deusa. Ele também teve que enfrentar “Doze Trabalhos” para poder ganhar a imortalidade. Foram eles:

  • 1 – Matar o Leão da Nemeia — de quem ele arrancou a pele e as garras com as próprias mãos.
  • 2 – Matar a Hidra de Lerna — uma serpente sinistra com corpo de dragão e nove cabeças.
  • 3 – Capturar a Corça de Cerineia — uma criatura com chifres de ouro e pés de bronze que corria com extrema rapidez e jamais se cansava.
  • 4 – Capturar o Javali de Erimanto — um monstro tenebroso que tocava o terror em Erimanto, na Arcádia.
  • 5 – Limpar em um único dia os currais do Rei Aúgias — que tinham 3 mil bois e não recebiam uma faxina há 30 anos.
  • 6 – Matar as aves do lago Estínfalo — criaturas gigantes com asas, cabeça e bico de ferro.
  • 7 – Capturar o Touro de Creta — uma fera irada que vivia na ilha.
  • 8 – Capturar os cavalos — cuspidores de fogo — de Diómedes.
  • 9 – Obter o cinturão mágico de Hipólita, a Rainha das Amazonas.
  • 10 – Roubar o rebanho do gigante Gerião — um monstro de três corpos, seis braços e seis asas que, como se fosse pouco, tinha como guardiões um cão de duas cabeças e um dragão de sete.
  • 11 — Colher as maçãs de ouro do Jardim das Hespérides — que era guardado por um dragão (ou serpente, dependendo de quem estiver contando a lenda).
  • 12 – Descer ao Palácio de Hades e trazer de lá Cérbero, o cão de três cabeças e guardião do submundo.

Bem, Héracles cumpriu com os trabalhos e se lançou a outras empreitadas, como participar da expedição dos Argonautas, estrangular o gigante Anteu, que recuperava a força toda vez que tocava o solo com os pés, libertar Prometeu do cume do Cáucaso... Ele era imparável!

Para os fãs do God of War

God of War(Wallpaper Abyss)

Nós mencionamos Gaia, Cronos, Hefesto e Hera acima, mas, como eles têm papéis superimportantes no game — especialmente Gaia e Cronos! —, achamos interessante falar um pouquinho mais sobre eles. Confira:

Hera

Hera era a Rainha dos Deuses, assim como esposa e irmã (uhum, sister!) de Zeus, e conhecida como a deusa das uniões e dos nascimentos. Só que não pense nela como uma divindade benevolente e equilibrada: o marido de Hera teve uma porção de amantes e filhos fora do casamento, o que despertava nela um imenso ciúme e sentimentos de vingança.

Hera(Wikimedia Commons/Domínio Público)

A deusa também era famosa por despejar sua ira em qualquer semideus ou mortal que a tirasse do sério — sendo exemplo disso o coitado do Héracles/Hércules, que nasceu de uma pilantragem de Zeus e se tornou alvo dos desafetos da rainha traída. Seja como for, Hera teve com o irmão os filhos Ares, Ênio, Hebe, Ilitia, Éris e...

Hefesto

Hefesto era manco e o feioso da turma, destoando de toda a perfeição e beleza dos demais imortais. Mas ele, sendo o deus dos vulcões, do fogo e da forja, não brincava em serviço e era o responsável por fabricar as moradas e armas dos demais deuses. Hefesto também era pra lá de criativo e foi responsável por uma série de invenções — e inclusive construiu uma porção de autômatos de metal para trabalharem por ele.

Hefesto(Wikimedia Commons/Guillaume Coustou)

E, conforme mencionamos anteriormente, Hefesto se casou com Afrodite, a deusa mais bela do Olimpo. Pena que ela não era a divindade mais fiel que havia por lá — e o traiu com diversos deuses, incluindo Ares, o deus da guerra.

Gaia e Cronos

Na mitologia grega, Gaia é, conforme mencionamos lá comecinho da lista, a Mãe-Terra, a deusa primordial, e uma das divindades que governavam o Universo antes da chegada dos titãs. Antes dela, existia o deus Caos, feito de vazio, massa e escuridão (o que guarda bastante relação com as teorias da Física sobre o surgimento do Cosmos!), até que dele nasceram Tártaro, o abismo, Eros, o amor, Érebo, as trevas, Nix, a noite, e Gaia, a Terra.

Gaia(Wikimedia Commons/Anselm Feuerbach)

Então, primeiro Gaia criou Urano, o deus dos céus, e com ele deu origem a tudo o que existe no mundo, incluindo os gigantes, os titãs, os deuses e os mortais. No entanto, em dado momento Urano concluiu que Gaia já tinha criado coisas demais, resolveu pará-la e aprisionar seus filhos dentro dela — o que a deixou furiosa. Foi aí que ela se aliou a seu filho Cronos — que, por sua vez, atacou Urano e o castrou (ui...).

Dizem que foram das gotas de sangue de Urano que caíram na Terra que nasceram os espíritos do castigo e vingança — as erínias —, as melíades, que eram ninfas guerreiras e os gigantes (novamente). Além disso, do sangue dos testículos de Urano, que foram lançados ao mar pelo titã, teria nascido Afrodite. Só que a violência e sede de poder de Cronos não paravam de crescer, tanto que ele começou a engolir os próprios filhos para garantir que jamais perderia o trono.

Cronos(Wikimedia Commons/Domínio Público)

É nesse ponto que Gaia aparece, fuge com Zeus antes que ele fosse devorado também e o leva para a caverna em Creta. O resto da história nós já contamos: depois de adulto, Zeus voltou, libertou seus irmãos, destronou o pai e se tornou Rei dos Deuses. Gaia também se desentendeu com Zeus no final e tentou derrubá-lo do poder, mas nenhuma das tentativas teve sucesso.

***

Sabia que fãs de filmes e séries agora estão no Clube Minha Série? Neste espaço, você também pode escrever e encontrar outros especialistas sobre seus programas favoritos! Acesse aqui e participe.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.