Por que artistas de Paris protestaram contra a Torre Eiffel?

Por que artistas de Paris protestaram contra a Torre Eiffel?

Último Vídeo

A construção de uma torre de ferro com altura de 300 metros no meio de Champs de Mars desagradou bastante vários artistas de Paris no final do século XIX. Centenas de pintores, poetas e escritores liderados pelo arquiteto Charles Garnier assinaram uma petição pública contra a Torre Eiffel, porque temiam que a estrutura fosse destoar do ar parisiense de romance e beleza.

Antes do início da construção, protestos em massa liderados por críticos tomaram as ruas parisienses contra o novo marco de Paris, que eles classificaram como "inútil e monstruoso". Então, a "cidade Eterna" seria "contaminada" para sempre. Mesmo após a inauguração, os artistas continuaram a atacar a Torre Eiffel.

Depois de ver a Eiffel pela primeira vez, o autor francês Guy de Maupassant classificou-a como “empreendimento diabólico de uma caldeira com ilusões de grandeza!”. Outros artistas chamavam de "candeeiro de rua verdadeiramente trágico", "mastro de aparato de ferro para academia de ginástica", ou ainda, "glória ao arame e à laje", dentre outras expressões pouco elogiosas.

Petição contra Torre Eiffel

A petição foi publicada no Dia dos Namorados, no jornal local Le Temps, com críticas contundentes à "gigantesca chaminé de fábrica negra". “Viemos escritores, pintores, escultores, arquitetos e devotos apaixonados pela beleza, até então intocada, de Paris para protestar com toda a nossa força e toda a nossa indignação, em nome do desprezado gosto francês”, escreveram os autores no documento.

O grupo criticava o arquiteto responsável pela construção, a quem chamavam de “um construtor de máquinas” que seria capaz de tornar a cidade “irreparavelmente feia, desonrando a si mesma”, nas palavras deles.

Com a defesa, o arquiteto da construção

(Fonte: Allthatsinteresting/Reprodução)(Fonte: Allthatsinteresting/Reprodução)

Gustave Eiffel acreditava que seu projeto, se fosse realizado com sucesso, seria um feito monumental para a sociedade. Segundo ele, se alguém demolisse sua torre, poderia com a mesma facilidade dispensar as pirâmides antigas de Gizé, uma vez que eram "apenas montes artificiais de terra".

"Não somos simplesmente o país dos artistas", argumentou Eiffel, "mas também o de engenheiros e construtores do mundo todo, chamados para construir pontes, viadutos, estações e monumentos da indústria moderna. A Torre Eiffel merece ser tratada com consideração”.

Eiffel trabalhou com o engenheiro de construção ferroviário chamado Charles Nepveu, que mais tarde confiou ao arquiteto a execução da ponte de Bordeaux. Seu trabalho nela foi concluído e levou a realização de muitos projetos semelhantes.

Por que a Torre Eiffel foi construída?

(Fonte: Bussiness Insider/Reprodução)(Fonte: Bussiness Insider/Reprodução)

Em 1886, o governo francês realizou um concurso de arquitetura para construir uma estrutura emblemática para a próxima Feira Mundial em Paris, em 1889, que também coincidia com a comemoração do centenário da Revolução Francesa. Esse projeto de referência precisava ser concluído em 3 anos.

Confiante em suas habilidades como arquiteto, Gustave Eiffel decidiu enviar um projeto para a competição. Seu design para uma torre de treliça de aço superou as outras 700 inscrições recebidas pelo Comitê de Exposição do Centenário.

Projeto da Torre

O design de Gustave Eiffel era tremendamente ambicioso. Com quase 300 metros de altura, aquela torre superou em tamanho o Monumento a Washington, que, a 169 metros, era o marco mais alto do mundo na época.

Além de alto, o projeto também era muito complexo. Composto por 18 mil peças de ferro mantidas juntas com 2,5 milhões de rebites, com 4 pilares de ferro curvados conectados por 1 treliça de vigas. Após cálculos cuidadosos, as curvas da torre foram projetadas para oferecer a quantidade máxima de resistência ao vento.

Eiffel descrevia seu projeto de uma forma poética. "Antes de se unirem no alto pináculo, as colunas parecem explodir do chão e de uma maneira moldada pela ação do vento", escreveu o arquiteto.

Da construção ao símbolo

(Fonte: Pexels/Vendant Sharma)(Fonte: Pexels/Vendant Sharma)

Devido à altura sem precedentes da torre, os trabalhadores da construção civil tiveram que usar guindastes móveis, andaimes piramidais e elevadores para mover 300 operários, bem como os materiais, cada vez mais alto até a torre ser concluída.

A construção da Torre Eiffel terminou em 31 de março de 1889, bem a tempo da Feira Mundial. Apesar dos protestos iniciais, o impressionante marco, que antes era criticado pela "monstruosidade", lentamente se tornou o maior emblema da elegância parisiense.

A Torre Eiffel acabou perdendo o título de estrutura mais alta do mundo depois que o Chrysler Building, com 282 metros, foi erguido na cidade de Nova York em maio de 1930. No entanto, mais de 1 século desde a sua conclusão, o marco já atraiu mais de 200 milhões de visitantes e é uma das principais atrações turísticas do mundo, sendo conhecido no mundo como símbolo da França.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.