Seja o primeiro a compartilhar

Tiradentes era realmente parecido com Jesus Cristo?

O alferes Joaquim José da Silva Xavier, mais conhecido como Tiradentes, é geralmente retratado como uma figura de cabelos longos e barbas compridas, aparência semelhante à de Jesus Cristo. Mas será que o herói da Inconfidência Mineira tinha realmente tais características físicas?

Homenageado no dia 21 de abril, ele participou do movimento que queria a independência em relação a Portugal, no século XVIII, que não se concretizou, após a denúncia de Joaquim Silvério dos Reis. Capturado pela Coroa portuguesa, Tiradentes foi condenado ao enforcamento em 1789 e teve partes do seu corpo esquartejado.

Durante muito tempo, a história do inconfidente permaneceu esquecida. Mas com a Proclamação da República, em 1889, o novo regime precisava criar heróis para se aproximar do povo. Como boa parte dos proclamadores eram militares e Tiradentes também, ele foi escolhido para passar uma mensagem de relação entre o militarismo e o republicanismo, segundo os historiadores.

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Foi durante a transformação em herói e mártir que aconteceu a associação com a imagem de Jesus, aproveitando a religiosidade da população para facilitar a aceitação de Tiradentes. Daí em diante, ele passou a ser representado com barbas e cabelos longos e olhando para cima, da mesma forma que Cristo é retratado em seu martírio.

Contestando a aparência de Tiradentes

O quadro “Tiradentes esquartejado”, pintado por Pedro Américo em 1893, é considerado o ponto de partida para a associação entre Tiradentes e Jesus. Porém, muitos historiadores contestam a cena retratada na obra e a aparência criada para o Patrono da Polícia Militar.

Segundo os especialistas, Tiradentes nunca teve barba comprida nem cabelos grandes. A justificativa vem do fato de que ele era militar, e como tal seguia as rígidas normas da corporação à época. Aos integrantes da PM era permitido, no máximo, ter um bigode.

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

E mesmo que ele tivesse cabelos longos, muito provavelmente estaria com os fios cortados no dia da sua execução. Naquele período, as prisões comandadas pelos portugueses tinham o costume de raspar os cabelos e a barba dos presos para evitar a infestação por piolhos — vale lembrar que o alferes ficou três anos atrás das grades esperando o julgamento.

Mas independente da verdadeira aparência, Tiradentes assumiu um papel de destaque na história do Brasil.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.