Seja o primeiro a compartilhar

4 curiosidades intrigantes sobre o Caminho de Santiago

Quem opta por fazer o trajeto do Caminho de Santiago sempre termina impressionado pela grande carga de história e de beleza oriundos da peregrinação. Ao seguir as setas amarelas por qualquer uma das rotas até Santiago de Compostela, na Espanha, os viajantes passam por uma experiência única e enriquecedora até chegar na tumba do apóstolo Santiago.

Pensando nisso, nós separamos quatro curiosidades sobre essa jornada para você se impressionar. Olha só!

1. Trajeto original

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

Segundo a lenda, a primeira vez que uma pessoa viajou até Santiago de Compostela em peregrinação ocorreu em 829. Na época, o rei Afonso II, governante de um pequeno reino cristão isolado entre as montanhas, recebeu a informação sobre um curioso sepulcro escondido em um lugar remoto na Galícia e decidiu conferir por conta própria.

Seguindo a trilha única existente entre Oviedo e Galícia, a qual passava por Grado, Cornellana, Salas e o porto do Palo, o monarca entrou para a história. Desde então, essa rota ficou conhecida como Caminho Primitivo e é considerada a mais antiga até Compostela.

2. Rotas alternativas

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

Desde que se tornou uma verdadeira atração turística, a peregrinação a Compostela adquiriu uma feição diferente. Novas rotas até a Galícia foram surgindo com o passar dos anos e albergues privados foram sendo instalados no caminho para abrigar os turistas.

Aparentemente, ninguém quis perder a oportunidade de ganhar dinheiro e hoje são inúmeros os locais que oferecem um espaço para os mochileiros descansarem.

3. Passaporte do desafio

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Para quem decide se aventurar pelas rotas a caminho de Santiago de Compostela, existe uma maneira de comprovar a participação no desafio. Isso porque o Escritório do Peregrino de Santiago emite um pergaminho em latim para as pessoas que demonstrarem ter feito a viagem por devoção, por voto ou piedade.

Para receber o documento, é preciso comprovar ter percorrido os últimos 100 km a pé ou a cavalo, ou também os últimos 200 km de bicicleta. Além disso, a pessoa deve assegurar que fez a peregrinação por motivos religiosos. 

4. Renascimento de vilarejo

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Antes do Caminho de Santiago se tornar popular, o vilarejo de Foncebadón estava abandonado e em ruínas. A cidade, que fica localizada um pouco antes da Cruz de Fierro, teve sua economia impulsionada pelos turistas que atravessavam a região e conseguiu se reerguer.

Hoje em dia, o local possui dois restaurantes, três albergues privados, uma paróquia, um hostel e um supermercado. Por fim, todas as casas da rua Real foram restauradas com o dinheiro. 

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.

Comentários

Você já percebeu que passamos por algumas mudanças por aqui, né? Uma delas é melhorar também o nosso campo de comentários - e nada melhor do que você, nosso leitor, para nos ajudar e garantir que a gente esteja no caminho certo. Substituímos temporariamente nossos comentários por uma pesquisa rápida para implementarmos mais uma melhoria. Como você acredita que nossa interação pode ser mais próxima aqui?

CLIQUE AQUI PARA RESPONDER