Seja o primeiro a compartilhar

A bizarra história que inspirou o filme 'O Urso do Pó Branco'

O trailer do filme Cocaine Bear, que no Brasil recebeu o título de O Urso do Pó Branco, possui um inusitado anúncio de "baseado em uma história real". E sim, o longa é inspirado em eventos reais, mas o resultado foi um pouco menos mortal do que o filme mostra, embora não menos bizarro.

Agora empalhado, o urso, que recebeu o nome de Pablo Eskobear — uma referência ao traficante colombiano Pablo Escobar —, é uma atração turística curiosa na loja Kentucky For Kentucky em Lexington, Kentucky. Ele provavelmente comeu a droga por acidente e não estava caçando para conseguir mais cocaína. Mas qual é a história que resultou nesse fim trágico para o animal?

Polícia investigando o acidente com Andrew Thornton. (Fonte: News Sentinel Archive)Polícia investigando o acidente com Andrew Thornton. (Fonte: News Sentinel Archive)

Em 1985, o traficante de drogas Andrew Thornton estava pilotando um avião Cessna com 40 pacotes de um quilo de cocaína. Thornton era um ex-advogado e policial antidrogas, e estava contrabandeando cocaína da Colômbia para o norte da Geórgia.

Em determinado momento, ele jogou parte da carga para fora do avião, acionou o piloto automático e amarrou o resto da droga no corpo. Após ter saltado do avião, é incerto o que aconteceu, mas o corpo de Thornton foi encontrado na garagem de um bairro em Knoxville, Tennessee. 

Ele pode ter batido a cabeça na cauda da aeronave, ter calculado mal a quantidade de droga presa no corpo e se enroscado nos fios do paraquedas, ou simplesmente ter tido azar do paraquedas não funcionar. Em seu corpo, os investigadores encontraram as chaves do avião Cessna.

A aeronave desocupada que ele pilotava foi encontrada mais tarde, nas montanhas da Carolina do Norte. As autoridades refizeram a rota de voo do avião e descobriram nove mochilas cheias de cocaína. Três meses após a morte de Thornton, o urso morto e a décima mochila foram encontrados ao sul da divisa entre o Tennessee e a Geórgia, na Floresta Nacional de Chattahoochee. Na época, a carga foi avaliada em cerca US$ 20 milhões.

O Urso do Pó Branco

Pablo Eskobear na Kentucky For Kentucky. (KYforKY)Pablo Eskobear na Kentucky For Kentucky. (KYforKY)

A história do urso não é menos trágica que a de Thornton, mas, diferente do filme, não envolve um predador viciado em cocaína. O que aconteceu foi que os investigadores encontraram o corpo do animal e descobriram que seu estômago estava literalmente cheio da droga até a borda.

Seria impossível qualquer ser vivo sobreviver àquela quantidade de cocaína. Na ocasião, o médico legista que fez a autópsia do animal afirmou que "Hemorragia cerebral, insuficiência respiratória, hipertermia, insuficiência renal, insuficiência cardíaca, acidente vascular cerebral. Pode escolher, aquele urso certamente teve".

O urso acabou sendo taxidermizado por oficiais e doado para a Área de Recreação Nacional do Rio Chattahoochee, onde foi exibido em um centro de visitantes, até que um incêndio destruísse parte reserva. Para preservá-lo, o animal foi armazenado durante o incêndio florestal, antes de terminar em uma loja de penhores de Nashville. 

A jornada dele continuou quando o astro da música country Waylon Jennings decidiu comprá-lo para dar de presente ao seu amigo Ron Thompson em Las Vegas. Quando Thompson morreu em 2009, sua propriedade foi leiloada e o Cocaine Bear foi comprado por Zhu T'ang, um imigrante chinês, por US$ 200.

Pablo Eskobear fez sua última viagem em 2012, quando T'ang morreu e os proprietários da Kentucky For Kentucky contataram sua viúva e ela concordou em dar-lhes Cocaine Bear, se eles pagassem pelo frete. Ele está lá até hoje, como uma inusitada atração turística.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.