Belugas em cativeiro por mais de 10 anos estão finalmente livres

Belugas em cativeiro por mais de 10 anos estão finalmente livres

Último Vídeo

Em exibição por anos em um aquário privado de Xangai, na China, as belugas Little White e Little Grey finalmente encontraram um novo lar e foram transportadas com sucesso para o santuário natural em Klettsvik Bay, no sul da Islândia. Depois de quase uma década, é a primeira vez que as jovens baleias-brancas têm contato com o mar, resultando em uma importante conquista não apenas para a adaptação dos animais, mas para todo o ecossistema.

Isoladas em uma um território de quase 32 mil metros quadrados no arquipélago de Vestmannaeyjar, o santuário acabou sendo a melhor opção para receber a dupla de mamíferos, pois, segundo os técnicos que cuidaram da assistência aos animais, eles não encontrariam condições de sobrevivência caso fossem levados diretamente para o mar aberto.

(Fonte: Tesni Ward/Reprodução)(Fonte: Tesni Ward/Reprodução)

Aparentemente felizes em seu novo lar, Little White ficou um pouco mais receosa ao chegar no santuário, "absorvendo" as novas características do local e tentando entender sua dinâmica. Porém, logo começaram a interagir com os cuidadores e com a equipe que está sempre disponível. "As jovens baleias passarão cerca de um mês na piscina se aclimatando ao seu novo ambiente", comentou Audrey Padgett, gerente geral do santuário de baleias beluga Sea Life Trust.

Santuário de belugas de Klettsvik Bay

Com espaço para receber até dez belugas, o santuário de Klettsvik Bay foi inaugurado com a chegada de Little White e Little Grey, que deverá ser o lar das baleias-brancas ainda por muitos anos. O local entrega todo o suporte de avaliação e aclimatação desde quando os animais foram transportados do Changfeng Ocean World, em 2019.

(Fonte: CargoluxAirlines/YouTube)(Fonte: CargoluxAirlines/YouTube)

"Nosso foco ainda está firmemente em Little White e Little Grey, e levá-los para o espaço maior do santuário", disse Padgett. "Quando [eles] estão naquele santuário, isso abre a porta para conversas sobre futuras belugas que podem vir e se juntar a eles", comentou, alegando que ainda não há planos para trazer mais belugas ao arquipélago.

(Fonte: PA Media/Reprodução)(Fonte: PA Media/Reprodução)

Com aproximadamente 300 baleias-brancas mantidas em cativeiro pelo planeta, o santuário na Islândia surge como uma incrível alternativa de realocação animal, oferecendo todas as condições necessárias para que belugas em risco possam dar continuidade a seu nicho ecológico.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.