Seja o primeiro a compartilhar

Tuberculose: o que é, quais são os sintomas, ela tem cura?

Dia 24 de março é celebrado o Dia Mundial de Combate à Tuberculose, data que reforça a importância da luta contra uma das doenças mais antigas do mundo e que ainda é bastante letal, fazendo uma grande quantidade de vítimas em todo o planeta.

Apresentando a tosse marcante e persistente por mais de duas semanas como um dos seus principais sintomas, ela costuma ser confundida com várias outras enfermidades, como a gripe comum e a pneumonia, entre outras, o que pode ser um problema se houver demora em diagnosticá-la.

Em meio à grave crise sanitária provocada pelo novo coronavírus, a Organização Mundial da Saúde (OMS) reforça a importância das ações de prevenção para conscientizar a população a respeito desta doença bacteriana, altamente transmissível e que pode levar à morte se não for tratada corretamente.

Robert Koch descobriu o causador da tuberculose em 1882. (Fonte: Wikimedia Commons)Robert Koch descobriu o causador da tuberculose em 1882. (Fonte: Wikimedia Commons)

Pensando nisso, reunimos algumas das principais informações sobre a doença, que você pode conferir na sequência.

O que é tuberculose e como se transmite?

A tuberculose é uma doença infectocontagiosa causada pela Mycobacterium tuberculosis, uma bactéria também conhecida como Bacilo de Koch que afeta os pulmões, principalmente, mas também pode chegar a outras partes do corpo (sistema nervoso, ossos, pleura, intestinos, sistema genitourinário e linfonodos).

Ela é transmitida diretamente de pessoa para pessoa, pelas vias aéreas, ou seja, as aglomerações, os ambientes fechados e pouco ventilados facilitam o contágio. O paciente infectado expele o Bacilo de Koch ao tossir, espirrar e também ao falar, e os indivíduos ao redor acabam aspirando as gotículas de saliva contendo o agente infeccioso.

Bacilo de Koch. (Fonte: DW/Reprodução)Bacilo de Koch. (Fonte: DW/Reprodução)

A partir daí, a infecção ocorrerá se a bactéria alcançar os alvéolos, de onde ela pode ainda invadir a corrente linfática e alcançar os linfonodos (gânglios), responsáveis pela defesa do organismo. Caso este mecanismo não consiga bloquear o bacilo, ele se dividirá e provocará uma intensa reação inflamatória, quando acontece a produção de muco pelo pulmão, surgindo a tosse.

Neste processo, a bactéria destrói a estrutura alveolar e pode causar o rompimento de vasos sanguíneos. É por isso que pode haver a presença de sangue junto ao muco e ao catarro expelidos na versão pulmonar da doença — nos outros tipos, o mecanismo de ação é diferente.

Tipos e sintomas

Há diferentes tipos de tuberculose, que variam conforme a área afetada pelo Bacilo de Koch no organismo. Os mais comuns são:

  • Tuberculose pulmonar: é a forma clássica, descrita acima, quando a bactéria chega ao pulmão.
  • Tuberculose ganglionar: surge quando o bacilo afeta os gânglios, onde ficam as células de defesa.
  • Tuberculose óssea: a bactéria também pode chegar aos ossos, atingindo as vértebras e as grandes articulações, principalmente.
  • Tuberculose pleural: acontece quando o bacilo atinge a pleura, membrana que reveste o pulmão.
  • Tuberculose cutânea: também chamada de tuberculose miliar, ela se manifesta na pele.
  • Tuberculose latente: neste caso, a pessoa está infectada mas não desenvolve a doença.

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

Com relação aos sintomas, eles vão variar de acordo com o tipo da doença. Confira os mais frequentes, relacionados à pulmonar:

  • Tosse com catarro por mais de duas semanas
  • Falta de ar
  • Rouquidão
  • Febre baixa, no período da tarde
  • Cansaço
  • Sudorese
  • Falta de apetite
  • Fraqueza

Em casos mais graves, pode haver expectoração excessiva de sangue, pus acumulado na pleura, dor no peito e falta de ar limitante. Já nos demais tipos, existe a possibilidade de surgirem inchaço nos gânglios, dor nos ossos, dificuldade de movimentos e úlceras na pele, entre outros sinais.

Tratamento e cura

As pessoas que apresentarem alguns desses sintomas associados ou isoladamente devem procurar ajuda médica o mais rápido possível, lembrando que na rede pública de saúde é oferecido tratamento gratuito para tuberculose.

O diagnóstico da doença se dá após a realização de vários exames. A terapia geralmente inclui o uso de antibióticos e dura no mínimo seis meses, com a ingestão diária dos medicamentos devendo ser feita sem interrupção, mesmo com os sintomas desaparecendo nas primeiras semanas, para evitar a resistência bacteriana.

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

A tuberculose tem cura? Sim, desde que o tratamento seja seguido à risca, conforme orientação médica. Porém, ela pode retornar caso haja queda de imunidade em algum momento da vida.

Prevenção

A vacina BCG, que as crianças recebem ao nascer ou no máximo até os quatro anos de idade, é a principal forma de prevenir a turbeculose na sua forma grave. Também é importante evitar o contato com pessoas que tenham a doença, assim como aglomerações e ambientes fechados.

Pessoas com baixa imunidade e os fumantes estão entre os grupos de risco, que devem ter cuidados redobrados.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.