Como uma galinha produz um ovo dentro de um ovo?

Se um dia você estiver pronto para cozinhar um omelete e acabar descobrindo que existe um outro ovo dentro do que você acabou de quebrar, não se assuste! Por mais bizarro que essa história pareça ser, existem casos raros em que as galinhas acabam chocando dois ovos um dentro do outro — formando essas inusitadas duas camadas.

Esse fenômeno é chamado de contração contra-peristáltica e ocorre enquanto a galinha está em processo de formação de um ovo em seu oviduto. Portanto, a próxima vez que você decidir comprar uma caixa de ovos, espere pelo inesperado para evitar maiores surpresas. 

Formação do ovo da galinha

(Fonte: Internet/Reprodução)(Fonte: Internet/Reprodução)

De maneira resumida, as galinhas produzem ovos da seguinte forma: a cada 18-26 horas, elas transportam um oócito — o óvulo que se torna a gema de um ovo — do ovário esquerdo para o oviduto. O oócito, por sua vez, viaja lentamente pelo órgão do oviduto adicionando camadas do ovo ao longo do caminho até a cloaca, de onde o ovo sairá.

Em uma contração contra-peristáltica, um segundo oócito é liberado pelo ovário antes mesmo do primeiro ovo ter completamente viajado pelo oviduto e ter sido colocado. Isso faz com que ocorra uma contração enquanto o primeiro oócito ainda está na parte do organismo da galinha onde a casca é depositada sobre o ovo.

A partir desse momento, essa contração faz com que o primeiro ovo — agora com casca formada — seja empurrado de volta para o topo do oviduto. Consequentemente, ele se soma ao segundo oócito e realiza o processo de casca mais uma vez. Como produto final, um ovo maior do que o normal é gerado para sua pobre galinha botar.

Particularidades dos ovos

(Fonte: Internet/Reprodução)(Fonte: Internet/Reprodução)

Quando se quebra esse tipo de ovo, é possível reconhecer a gema e a clara normal junto de outro ovo totalmente formado e de tamanho normal dentro da primeira casca. Por mais inusitado que seja, existem diversas maneiras dos ovos das galinhas nascerem "defeituosos" ou com alguma particularidade bizarra.

Em processo semelhante ao citado no texto, por exemplo, a contração contra-peristáltica pode fazer com que um minúsculo ovo de formação precoce fique aprisionado dentro de um ovo de tamanho normal. Além disso, o caso mais comum ocorre quando as galinhas jovens, com grande variação hormonal, realizam dupla ovulação e produzam ovos com duas gemas dentro das granjas. 

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.