Seja o primeiro a compartilhar

Tsunami no Brasil? Isso já aconteceu em 1755

Nas últimas semanas, o vulcão Cumbre Vieja, nas Ilhas Canárias, voltou à atividade depois de 50 anos adormecido. Isso causou grande destruição na ilha de La Palma, mas deixou bastante gente preocupada também aqui no Brasil, do outro lado do Atlântico. Afinal, acreditava-se que uma erupção em grande escala poderia causar um tsunami no Brasil.

Como observamos neste outro post sobre o assunto, as chances de tsunami no Brasil agora, em 2021, são remotas. Contudo, isso não quer dizer que esse fenômeno seja impossível, até porque ele já aconteceu. No longínquo ano de 1755, mas já aconteceu.

Quem relatou essa história — e encontrou evidências do tsunami na costa brasileira — foi uma equipe de pesquisadores do Centro de Pesquisas e Estudos sobre Desastres (Cepedes), com base em levantamentos históricos do professor Alberto Veloso, da UnB.

Terremoto de 1755 devastou Lisboa — e causou tsunami no Brasil (Imagem: Wikimedia Commons)Terremoto de 1755 devastou Lisboa — e causou tsunami no Brasil. (Imagem: Wikimedia Commons)

Um tsunami que atravessou o Atlântico

As ondas que atingiram o Nordeste brasileiro foram causadas por um terremoto do outro lado do Atlântico. O abalo, que ocorreu em 1º de novembro de 1755, teve epicentro em Lisboa e foi o maior já registrado na Europa. A magnitude foi de 8,7 graus na Escala Richter, o suficiente para causar uma grande catástrofe.

Além de destruir grande parte de Portugal, do sul da Espanha e de Marrocos, o terremoto de 1755 gerou uma enorme onda no Oceano Atlântico, que atingiu diversos locais: da Irlanda ao Caribe, além do Brasil. No início da tarde daquele 1º de novembro, as ondas invadiram algumas vilas no Nordeste brasileiro, como relatam cartas da época, resgatadas pelo professor Veloso.

Na Paraíba e em Pernambuco, acredita-se que as águas entraram até 5 quilômetros pela costa, com relatos de casebres destruídos e duas pessoas desaparecidas. Segundo as pesquisas da equipe do Cepedes, as ondas chegaram mais longe em locais banhados por rios. 

Em cidades como Tamandaré (PE) a inundação foi de 800 metros para dentro da costa, com ondas de até 1,9 metros de altura. Já em Lucena (PB), as ondas foram ligeiramente menores (1,7 a 1,8 metros) e a água chegou a 300 metros. Há relatos de “mar revolto” até no Rio de Janeiro.   

Tamandaré, em Pernambuco, foi um dos locais atingidos pelo tsunami no Brasil, em 1755 (Imagem: Wikimedia Commons)Tamandaré, em Pernambuco, foi um dos locais atingidos pelo tsunami no Brasil, em 1755. (Imagem: Wikimedia Commons)

Fenômeno possível, mas muito raro

Para chegar a esses números, os cientistas do Cepedes, liderados pelo professor Francisco Dourado, fizeram simulações matemáticas para estimar como teria sido o tsunami e onde ele teria atingido a costa brasileira. 

Com base nesses dados, eles percorreram 270 quilômetros de 22 praias, da costa do Rio Grande do Norte até o sul de Pernambuco. Em uma praia na Paraíba, a equipe encontrou uma camada grossa de areia, que seria uma amostra do tsunami no Brasil, por exemplo. 

Quanto à possibilidade de um tsunami no Brasil acontecer novamente no futuro, o professor Veloso escreve que elas são baixas. Afinal, para isso ocorrer, é necessário haver também um grande terremoto em algum lugar. A erupção do vulcão nas Ilhas Canárias poderia ser o estopim dessa catástrofe, porém é pouco provável: a montanha inteira teria que vir abaixo de uma vez, para movimentar uma quantidade grande o suficiente de água e nos atingir.

Quanto ao tsunami, você pode ficar tranquilo. Mas você pode se informar sobre essas 7 vezes que o Brasil já teve terremotos. Isso é menos raro…

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.