Seja o primeiro a compartilhar

Desodorantes naturais são realmente melhores para o corpo?

Basta uma breve pesquisa no Google com o termo "desodorante natural" para encontrarmos milhares de matérias explicando por que deveríamos usá-los. Alguns textos chegam a citar que o alumínio presente nos antitranspirantes convencionais pode causar Alzheimer ou até mesmo câncer, enquanto outros afirmam que certos ingredientes dos desodorantes são tóxicos.

Foi por meio desse hype que o marketing de produtos naturais acabou crescendo consideravelmente, afirmando ter apenas "ingredientes limpos" em suas fórmulas. Porém, até que ponto isso é verdade? Os desodorantes que usamos são tão ruins para a saúde assim? Vamos entender mais do assunto.

Mitos e inverdades

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

Embora as alegações de danos à saúde por conta dos desodorantes convencionais apareçam por toda a internet, especialistas de todas as áreas ainda não encontraram evidências concretas de que esses produtos sejam piores para você em comparação com os chamados desodorantes naturais.

Inclusive, uma das maiores mentiras contadas a respeito dos antitranspirantes comuns é que eles causam câncer de mama — um boato que existe desde 1990. Segundo a American Cancer Society, até o momento, não há absolutamente nenhuma evidência de que o câncer de mama seja causado pela exposição a qualquer elemento presente em antitranspirantes ou desodorantes.

Além disso, a instituição também ressaltou que muitos dos estudos que tentam criar uma conexão entre células cancerígenas e o uso de antitranspirantes foram feitos com "níveis incrivelmente tóxicos" dos ingredientes que estavam sendo testados. 

Por fim, por mais que uma fração minúscula de alumínio possa ser absorvida pela pele durante o uso do desodorante, a ligação entre o metal e a doença de Alzheimer é difícil de estudar porque o alumínio é o terceiro elemento mais comum na crosta terrestre, o que significa que todos estão expostos a ele em pequenas quantidades. 

Desodorante natural vs. Desodorante convencional

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

Apesar de um desodorante ganhar o rótulo de "natural", não devemos automaticamente pensar que nenhum de seus ingredientes pode acender um alerta vermelho, visto que esse termo não tem uma definição regulatória. Portanto, até produtos desse segmento também podem causar dermatite de contato ou irritação na pele.

O ingrediente mais problemático em qualquer tipo de desodorante ou antitranspirante, “natural” ou não, é a fragrância. Em geral, óleos essenciais — que são considerados benéficos para a saúde — são os produtos que mais geram algum tipo de alergia nos usuários.

Portanto, optar por um desodorante natural em vez de um convencional acaba sendo muito mais uma questão de gosto do que uma questão de saúde. Dificilmente esse tipo de produto apresentará algum benefício para o seu corpo e você estará exposto as mesmas chances de ter uma alergia.

Então, se você está evitando ter alguma irritação na pele, o mais recomendável é que você se mantenha o mais longe possível dos produtos aromatizados. Quanto mais exposição a pessoa tiver a alguns desses produtos químicos com fragrâncias, maior será o risco de desenvolver uma alergia.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.