Seja o primeiro a compartilhar

6 erros de português mais comuns entre os brasileiros

Para quem não está acostumado a lidar com o português escrito formal diariamente, lembrar-se das regras da norma culta pode surgir como um verdadeiro desafio. Afinal, a língua portuguesa não é exatamente uma mão na roda e cometer equívocos é algo bem mais comum do que pensamos.

Entretanto, vale a pena ficar atento para alguns detalhes para evitar ficar cometendo os mesmos erros repetidamente. Pensando nisso, nós separamos uma lista com alguns dos erros de português mais cometidos entre os brasileiros para que você saiba qual é a forma certa de se escrever. Fique atento!

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

1. "Mal" ou "Mau"

Ficou na dúvida se deveria escrever essa palavra com "L" ou com "U"? Existe uma dica bastante simples que te ajudará a basicamente eliminar esse problema da sua vida. O termo "mal" é o oposto de "bem", enquanto "mau" é o inverso de "bom". Se você estiver na dúvida sobre qual dos dois utilizar, basta substituir o advérbio da frase por um dos dois opostos e ver qual se encaixa melhor.

É por isso que existem crianças que apresentam bom comportamento e crianças com mau comportamento. Ou então, há quem acorde bem-humorado e quem fique mal-humorado pelas manhãs.

2. Há muitos anos atrás

Quantas vezes você já não viu alguém começar a construção de uma frase com "Há muitos anos atrás"? Acontece que usar essas duas palavras na mesma frase cria uma enorme redundância, uma vez que ambas indicam passado. Para estar correto, basta escolher apenas uma das duas.

Sendo assim, você pode dizer algo como "eu a conheci há muito tempo" ou "nós nos conhecemos muito tempo atrás". E se você ainda está se perguntando: sim, Raul Seixas estava errado quando escreveu a letra de Eu Nasci Há Dez Mil Anos Atrás.

3. "Para mim" ou "para eu"

Se olharmos de fora, não há nada errado nesses dois termos — desde que sejam usados de maneira correta em uma frase. Acontece que, "para mim" não precisa de qualquer complemento em uma frase, enquanto "para eu" precisa estar acompanhado de um verbo.

Por esse motivo, o correto é dizer coisas como "ele comprou esse presente para mim" ou "Para eu poder fazer um bolo, preciso dos ingredientes". Entendeu?

4. "Impresso" ou "Imprimido"

Uma grande dúvida dos brasileiros é sobre quando utilizar as palavras "impresso" ou "imprimido". Afinal, qual das duas está escrita da maneira correta? A resposta é que as duas estão, desde que empregadas após o uso do verbo correto. Apenas use a palavra "impresso" quando a frase tiver sido construída com os verbos "ser" ou "estar". Enquanto que "imprimido" deve aparecer com os verbos "ter" e "haver".

Logo, "os documentos foram impressos" e "as páginas já estão imprimidas". 

5. "Ao invés de" ou "em vez de"

Por mais que seja um padrão das pessoas utilizar sempre a primeira expressão, vale ressaltar que "ao invés de" significa "ao contrário" e só deve aparecer para expressar situações completamente opostas. Por isso, dizemos que uma pessoa deve "virar à direita 'ao invés de' mudar o volante para a esquerda".

Enquanto isso, "em vez de" é muito mais abrangente e é constantemente usado como "no lugar de" — apesar de também poder ser usado como oposição. Então, se você estiver com muitas dúvidas do que fazer, é melhor não arriscar muito e utilizar a segunda opção.

6. "Tem" ou "têm"

Para fechar a lista, temos uma resolução bem simples. Embora "tem" e "têm" façam parte da conjugação do verbo "ter" no presente, um é usado no singular e outro é usado no plural.

Então, lembre-se: "Eles têm que ir embora agora" e "Você tem amigos chatos" são modelos corretos para esse tópico. 

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.