Seja o primeiro a compartilhar

Com que frequência você deve dar banho no seu cachorro?

Muita gente tem dúvida sobre de quanto em quanto tempo o seu cachorro deve tomar um banho. Esta é uma dúvida legítima: afinal, cachorros não são seres humanos, e não faz sentido aplicar os nossos padrões para eles. Aliás, vale também lembrar que mesmo os seres humanos têm hábitos diferentes sobre higiene de acordo com seu país.

A verdade é que não há uma única resposta para esta pergunta, já que ela depende de alguns fatores. Veremos neste texto como isso funciona para você ter mais segurança na hora de definir a periodicidade do banho do seu bichinho.

Há uma frequência ideal para os banhos?

(Fonte: Unsplash)(Fonte: Unsplash)

Os especialistas costumam concordar que um cão saudável, com pelos que não enrolam o tempo todo e sem problemas de pele não devem tomar banho com muita frequência. Isto porque o banho em excesso vai acabar tirando a proteção da sua pele.

O biólogo Pedro Fontoura, do canal Jeito Animal, afirma que banhos semanais acabam com as duas primeiras camadas da pele do cão, deixando-o mais vulnerável a infecções e problemas dermatológicos. 

Mas é claro que cachorros muito ativos, que se sujam com frequência, podem precisar de mais banho, mas é bom evitar o excesso de produtos químicos. Já os cachorros com pelos muito emaranhados, com alergias ou que têm a pele mais oleosa (como os bassets e cocker spaniels) podem se beneficiar do banho semanal, desde que seja a recomendação do veterinário.

Outra indicação para banhos frequentes é quando eles beneficiarem o seu tutor. Pode ser o caso de pessoas que têm alergia a pelos ou asma, que respirarão melhor se seu pet estiver limpinho.

Se não for o caso do seu cãozinho, ele pode ser perfeitamente banhado a cada três meses. Este momento, inclusive, é uma boa oportunidade para examinar o animal em busca de problemas na pele ou caroços, que podem indicar algo mais sério.

A questão do olfato

(Fonte: Unsplash)(Fonte: Unsplash)

Uma coisa que é preciso ter em mente é que, na maior parte das vezes, os banhos são pensados para beneficiar os donos e não os cachorros. Aqueles banhos em pet shop no qual o bichinho volta cheio de perfume pode ser muito prejudicial a ele.

E a razão disso é bem óbvia: os cachorros são animais altamente olfativos. O cão tem cerca de 350 milhões de células receptoras de odor, enquanto o ser humano tem cerca de 5 milhões. Ou seja, ele é muito mais sensível a cheiros do que nós.

Além disso, o cão usa o olfato também para se guiar em seu território. Portanto, tirar o seu perfume natural é como que despi-lo da sua identidade, o que pode ser extremamente agressivo para o bichinho. 

Não é por nada que os cachorros, quando se encontram, cheiram os traseiros uns dos outros: é assim que eles reconhecem e sabem do estado de saúde do outro cão, como se estivessem "conversando". O excesso de banho, portanto, pode inclusive prejudicar com a convivência com outros animais.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.