Extrato de planta promete acabar com vício em opioides

Ao longo das últimas duas décadas, um grande aumento na taxa de mortalidade por overdose de opioides tomou conta dos Estados Unidos e outras nações ao redor do mundo. Principalmente durante a pandemia de covid-19, a situação parece só ter piorado.

Entretanto, os pesquisadores parecem ter encontrado uma esperança para essa situação: o YHS, nome dado para o extrato da planta Corydalis yanhusuo. Segundo estudos aprofundados feitos em animais no laboratório, esse produto tem impacto imediato e poderia mudar o rumo dos sistemas de saúde.

Planta terapêutica

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Na visão de Olivier Civelli, um dos autores do estudo e professor de ciências farmacêuticas na Universidade da Califórnia, é essencial que a comunidade científica encontre uma forma de reduzir o abuso de opioides pelo mundo. Conforme apresentado no artigo da revista Pharmaceuticals, o uso do YHS tem surgido como uma forte alternativa.

“Quando usado em animais, o extrato de Corydalis previne a dor e os efeitos negativos do uso de opiáceos. O próximo passo seria testá-lo com humanos”, afirmou Civelli. Segundo o documento, o YHS, quando coadministrado com a morfina, inibe a tolerância, dependência e vício ao opioide.

Se o YHS for usado com morfina no início ou durante o tratamento da dor, haverá menos necessidade de morfina e, portanto, menos risco de dependência. Na visão do pesquisador, o maior problema com o uso de opioides é que seu uso repetitivo exige aumento de dosagem para alcançar a mesma resposta analgésica — aumentando a possibilidade de dependência e até mesmo de overdose.

Dados preocupantes

(Fonte: Unsplash)(Fonte: Unsplash)

Os opioides são analgésicos usados em relatos extremamente antigos da história humana. O uso da papoula (ópio) é descrito por causar uma grande sensação de relaxamento, conforto, bem-estar e tolerância a dor, mas, ao mesmo tempo, possibilitar diversos casos de dependência química.

Segundo os dados do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos, existe um aumento significativo do uso dessa classe de medicamentos na população adulta. Entre os grupos mais afetados, estão os brancos não latinos e o sexo feminino.

O CDC ainda alerta que o número de mortes por opioides triplicou entre 1999 e 2012, enquanto as vendas dos produtos quadruplicaram no mesmo período. A morfina aparece como o opioide mais distribuído para a população. A preocupação das autoridades é tamanha que a Food and Drug Administration (FDA) emitiu um comunicado orientando a indústria farmacêutica a respeito de testes para tratamento de dependência por opioide.

Medicina tradicional

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

O YHS, que surgiria como substituto dos opioides, é usado pela medicina tradicional chinesa há séculos. Além de ser uma substância considerada segura e já pronta para ser comercializada, ela pode ser vendida por plataformas online ou como um produto “botânico” em certas mercearias.

Em 2016, Civelli e seus colegas relataram que o YHS pode reduzir a dor neuropática crônica, tratada com medicamentos comuns. Além disso, os pesquisadores descobriram que o uso de YHS não levou à tolerância. Eles administraram o produto quatro vezes durante um período de sete dias e mediram as respostas dos camundongos na dor aguda, observando que o YHS manteve sua potência durante todo esse tempo.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.