Quantos dentes temos na boca?

Você já parou para contar quantos dentes tem? Apesar de ser uma curiosidade bastante comum e difundida entre as pessoas, essa quantia pode variar por conta de inúmeros fatores, como doenças, idade e evolução. Porém, o número correto para a arcada dentária de um adulto são 32 dentes, sendo 16 em cima e 16 em baixo. 

São 8 incisivos, 4 caninos, 8 pré-molares e 12 molares. Crianças têm boca menor, com apenas 20 dentes, mas como a arcada dentária aumenta com o passar do tempo e os dentes de leite vão caindo, logo há espaço para que os permanentes cresçam.

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

A importância dos dentes

Que os dentes são importantes para mastigarmos alimentos e para a estética nós sabemos, mas será que você realmente percebe como seus dentes são essenciais no dia a dia? Isso é algo que notamos quando ainda somos crianças ou quando acabamos ficando banguelas por algum motivo. Com a ausência de um único dente, qualquer refeição se torna muito mais complicada, e até mesmo o convívio social se torna mais difícil pela vergonha gerada.

Além disso, cada um dos dentes tem uma estrutura chamada polpa, na qual estão abrigados os nervos, que ficam enrolados dentro da coroa, passam pela raiz e saem direto para o cérebro. O mesmo vale para os vasos sanguíneos, que estão ligados ao coração. Ou seja, essas estruturas estão conectadas a dois dos órgãos mais importantes do corpo humano. Por esse motivo, qualquer infecção dentária pode criar complicações imensas, então a manutenção dos dentes se torna algo fundamental para a vida.

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

Curiosidades sobre os dentes

Explicamos que a maioria dos adultos nasce com 32 dentes, certo? A verdade, porém, é que muitas pessoas passam a vida com apenas 28 deles na boca. Isso porque, conforme vamos crescendo, acabamos sofrendo complicações com o surgimento de quatro dentes completamente indelicados: os sisos.

Na maioria dos casos, esses quatro dentes simplesmente não cabem direito na boca e começam a empurrar os demais na arcada dentária. Além de gerar muita dor, isso pode prejudicar a estética da boca. E se você pensa que essa é a única curiosidade sobre o tema, está enganado!

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

Primeiros dentes

É possível ver os primeiros dentes dos bebês crescerem entre os primeiros 6 meses de vida até o primeiro aniversário. Os sinais iniciais de que um criança está começando a ter os primeiros dentes de leite incluem febre baixa, irritabilidade, comportamento insatisfatório de sono, puxar a orelha e babar muito. 

Material resistente

Você sabia que os dentes são a parte mais resistente do corpo humano? Compostos por mais de 96% de minerais, são ainda mais duros do que os ossos. Portanto, se um de seus dentes quebrar, saiba que você está com deficiência de cálcio ou fez um baita esforço para isso.

Dentes não se consertam

Por mais que os dentes sejam um tecido vivo e com suprimento de sangue, não são capazes de se regenerar após uma lesão. Uma vez que a cárie dentária começa, ela progride lentamente até estar muito avançada ou provocar a perda do dente. Sendo assim, visitar o dentista esporadicamente é uma boa pedida.

Cada dente é diferente

De cada um dos 52 dentes que uma pessoa terá ao longo da vida, nenhum é igual ao outro. Na verdade, cada dente é verdadeiramente único e adquire características especiais assim que nasce. Cada pessoa tem uma dentição especial, por isso é possível usar a arcada dentária para identificar um corpo.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.