Seja o primeiro a compartilhar

Qual a melhor parte do corpo para medir a temperatura?

Ficar doente nunca é uma coisa legal. Portanto, precisamos fazer tudo que está ao nosso alcance para controlar as doenças e melhorar rapidamente, o que inclui verificar a temperatura do nosso corpo de tempos em tempos para ver se há febre — temperatura corporal maior que 38?°C.

No entanto, uma das maiores dúvidas entre os usuários de termômetros é saber qual parte do corpo é considerada a ideal para realizar a medição da temperatura. Embora a axila seja o mais comum entre os brasileiros, algumas culturas costumam colocar os termômetros na boca ou até mesmo no ânus para obter respostas. Então, veja só o que é o mais adequado!

Leia também: 6 benefícios que caminhar diariamente traz para a saúde

Posicionamento do termômetro

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

Atualmente, o tipo de termômetro mais utilizado pelas pessoas é o digital, considerado a maneira mais precisa e rápida de medir a temperatura. Essas ferramentas podem ser facilmente encontradas em farmácias e supermercados, com preços variáveis mas não exorbitantes.

Como dito anteriormente, um termômetro digital pode ser usado de três maneiras diferentes e cada um desses métodos possui suas particularidades. São eles:

  • Oral: nesse método, o termômetro é colocado sob a língua. Costuma ser uma prática feita por adultos e crianças com mais de 4 anos em algumas culturas. Serve para qualquer pessoa que conseguir segurar o termômetro dentro da boca;
  • Retal: nesse tipo de aplicação, o termômetro é levemente inserido no reto. Costuma ser mais comum em bebês ou crianças de até 3 anos de idade, visto que é uma forma mais simples de obter a temperatura sem que a pessoa permaneça agitada e atrapalhe a medição;
  • Axilar: nesses casos, o termômetro precisa ser posicionado bem no centro da axila sem que a pessoa se mexa muito por três minutos. Alguns especialistas argumentam que esse método não é tão preciso quanto os outros dois, mas tende a ser uma primeira verificação rápida sobre o grau da doença.

Termômetros alternativos

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

Antes da chegada do termômetro digital, a maioria das casas costumava ter os tradicionais termômetros de mercúrio para identificar casos de febre. No entanto, esses dispositivos são muito mais difíceis de ler e fornecem informações menos precisas do que a tecnologia disponibilizada atualmente.

Além disso, o mercúrio é um metal bastante perigoso e pode envenená-lo caso o vidro do termômetro quebre e o líquido seja liberado. Portanto, é simplesmente mais fácil evitar manter um aparelho desses dentro de casa. Se você quiser um tipo de termômetro alternativo, existem duas opções possíveis:

  • Timpânico: esse termômetro foi feito para conseguir ler a temperatura de um indivíduo pela orelha usando o calor infravermelho lá. Esse é um dispositivo bem eficiente para bebês e crianças, mas não são recomendados para bebês com menos de três meses de vida.
  • Artéria temporal: os termômetros de testa tornaram-se populares por alguns estabelecimentos durante a pandemia de covid-19. Porém, vale ressaltar que eles são mais caros e menos confiáveis do que os digitais caseiros. Para conseguir os dados, esse termômetro mede o calor infravermelho irradiado pela sua cabeça. 
Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.