Seja o primeiro a compartilhar

4 passos para seguir a dieta MIND, recomendada para a saúde do cérebro e para longevidade

A dieta MIND é um plano de alimentação mediterrâneo que promete desacelerar o envelhecimento e prevenir transtornos degenerativos, como Alzheimer. Na verdade, "MIND" é uma sigla para "Mediterranean-DASH Intervention for Neurodegenerative Delay" — ou "Intervenção DASH Mediterrânea para Atraso Degenerativo", em tradução livre.

DASH, por sua vez, é um tipo de abordagem dietética voltada para o controle da hipertensão. A dieta MIND foi desenvolvida em 2015 por pesquisadores de Harvard e da Rush University, em Chicago. Confira a seguir 4 passos fundamentais para seguir essa dieta (e sempre consulte um nutricionista para entender qual a melhor escolha para sua situação).

1. Entenda seus hábitos alimentares atuais

Comece a monitorar o que você está comendo. Esse passo será fundamental para comparar a sua alimentação à dieta e entender o que é necessário adaptar ou reduzir aos poucos. O método MIND não foca na proibição de alimentos, mas sim na adição de elementos mais saudáveis.

Entender os pontos de melhoria da alimentação é um passo importanteEntender os pontos de melhoria da alimentação é um passo importante

2. Adicione algumas porções de alimento saudável na semana

A técnica divide os alimentos em 15 grupos, sendo 10 deles "saudáveis para o cérebro" e 5 "não saudáveis". A primeira categoria inclui vegetais de folhas verdes, outros vegetais, nozes, frutas vermelhas, legumes secos (feijões, por exemplo), grãos integrais, peixes, aves, azeite e vinho. 

Já os cinco grupos restantes são carnes vermelhas, manteiga ou margarina, queijos, doces e frituras — fast food se enquadra nesse último grupo.  A proposta consiste, então, no seguinte:

  • Adicionar ao menos 3 porções diárias de grãos integrais
  • Adicionar 1 porção diária de vegetais (exceto folhas verdes)
  • Pelo menos 6 porções semanais de vegetais de folhas verdes
  • Pelo menos 5 porções semanais de nozes
  • No mínimo 4 refeições semanais contendo legumes secos (feijão ou grão-de-bico, por exemplo)
  • Pelo menos 2 porções semanais de frutas vermelhas 
  • No mínimo 2 refeições semanais contendo aves
  • No mínimo 1 refeição semanal contendo peixe
  • Utilizar azeite como gordura para cozinhar

Na dieta MIND, a diversidade de alimentos saudáveis é o ponto-chaveNa dieta MIND, a diversidade de alimentos saudáveis é o ponto-chave

3. Deixe a perfeição de lado

Ao tentar iniciar uma dieta, um erro cometido por várias pessoas é ser restritivo demais. Entretanto, esse método é ineficaz por diversos motivos. Um deles é o fato de dietas muito restritivas poderem levar a episódios de compulsão, segundo especialistas. 

Portanto, o ideal é não tentar ser perfeito e sim manter um equilíbrio. De acordo com os pesquisadores, os efeitos da dieta MIND são observados em um espectro: algumas mudanças simples já podem causar diferenças significativas. 

Equilíbrio é a palavra-chave para essa dietaEquilíbrio é a palavra-chave para essa dieta

4. Mantenha constância e foco

De acordo com a Dra. Martha Clare Morris, professora da Rush University, explica que quanto mais tempo uma pessoa seguir a dieta MIND, menos chance tem de desenvolver Alzheimer. Por esse motivo, a constância é essencial. "Você será mais saudável se fizer a coisa certa durante muito tempo", comenta Morris sobre o estudo.

Manter hábitos saudáveis é essencial para proteger a condição cerebralManter hábitos saudáveis é essencial para proteger a condição cerebral

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.