Seja o primeiro a compartilhar

Príncipe Philip, marido da rainha Elizabeth II, morre aos 99 anos

O príncipe Philip da Inglaterra e duque de Edimburgo, também marido da rainha Elizabeth II, morreu hoje (09) aos 99 anos. De acordo com uma nota oficial da Coroa Britânica, o duque de Edimburgo "faleceu de maneira tranquila no Palácio de Windsor nesta manhã". O motivo do falecimento ainda não foi divulgado.

O príncipe originalmente fazia parte das famílias reais da Dinamarca e da Grécia, este último onde nasceu e do qual foi exilado quando ainda era criança. Cresceu vivendo na França e na Alemanha até ir para a Inglaterra, onde ingressou na Marinha Real.

Philip foi o consorte real mais longínquo da História, esteve ao lado da rainha por 65 anos , tendo-se aposentado de suas funções públicas em 2017 e permanecendo praticamente fora de cena desde então. Em seus anos de atividade, ele ajudou a definir um novo curso para a monarquia ao lado de uma rainha jovem, defendendo causas ambientais, científicas e tecnológicas.

Em julho de 1939, quando tinha 18 anos, começou a se corresponder com a, então, princesa Elizabeth. Passada a Segunda Guerra Mundial, Philip recebeu a permissão do rei George VI para se casar com a futura rainha da Inglaterra, o que aconteceu em 1952. Para isso, Philip precisou renunciar todos os direitos sucessórios que tinha nas famílias reais da Dinamarca e da Grécia, além de ter sido naturalizado Britânico.

Seu falecimento acontece durante um período de turbulência na Família Real Britânica e na política da Inglaterra como um todo, que ainda vem se adaptando à saída da União Europeia. Além das controvérsias envolvendo a saída do príncipe Harry da realeza, a nobreza lida com a polêmica em torno da proximidade do Príncipe Andrew, filho de Philip e irmão de Charles, com Jefrey Epstein, financista norte-americano condenado por abuso sexual.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.