Monumento Yonaguni: a 'cidade submarina' do Japão

Localizada nas profundezas da costa das Ilhas Ryukyu, na região sul do Japão, uma misteriosa formação rochosa intriga os pesquisadores há mais de 30 anos. Trata-se do Monumento Yonaguni, que fica a 25 metros abaixo da superfície e possui uma aparência semelhante à de uma pirâmide.

Descoberta em 1987 pelo mergulhador Kihachiro Aratake, a estrutura passou a ser chamada popularmente de “cidade submarina do Japão”. Ela mede 50 metros de comprimento e 20 metros de largura, sendo considerada uma das formações subaquáticas mais enigmáticas da atualidade.

As misteriosas ruínas, que deixaram Aratake arrepiado quando foram visualizadas pela primeira vez, têm gerado um grande debate em torno das suas origens. Muitos defendem se tratar de uma estrutura formada naturalmente ao longo de milhares de anos, como o geocientista da Universidade de Ryukyu Takayuki Ogata.

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Para ele, as formações do Monumento Yonaguni são semelhantes às encontradas na superfície e teriam surgido a partir dos terremotos ocorridos na região. Opinião semelhante tem o geólogo Makoto Otsubo, que citou, em conversa com a BBC, o exemplo da Calçada dos Gigantes na Irlanda.

“Atlântida do Japão”

Mas uma possível origem humana da cidade embaixo d’água no Japão também não está descartada. Entre os que levantam a hipótese, está o descobridor da estrutura. Segundo Aratake, a escadaria em espiral com degraus que parecem esculpidos à mão, encontrada na formação, seria um dos sinais da ação do homem.

O mergulhador também apontou outras características que supostamente indicariam uma construção comandada por humanos. As entradas arqueadas, os ângulos de 90º aparentemente paralelos e as passagens estreitas em meio às rochas são alguns destes sinais.

"Degraus" da cidade submarina. (Fonte: BBC/Reprodução)

Quem pensa parecido é o geólogo Masaaki Kimura, que liderou uma expedição ao monumento logo após a sua descoberta. O especialista acredita ter encontrado várias evidências da influência humana na estrutura durante a visita e afirma que ela teria mais de 10 mil anos de idade.

Conforme os defensores desta possibilidade, a “cidade submarina” seria o resquício de uma civilização perdida do oceano Pacífico, cuja origem estaria associada ao povo pré-histórico Jomon, que ocupou as ilhas da região por volta do ano 12.000 a.C. Dessa forma, ela também é conhecida como a “Atlântida do Japão”.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.