Seja o primeiro a compartilhar

Cesarião: a trágica vida do primogênito de Cleópatra

Em 51 a.C., depois que a famosa rainha Cleópatra entrou enrolada em um tapete nos aposentos de Júlio César, ela cativou-o e passou a ter um relacionamento com ele mesmo enquanto estava casada com o irmão dele, Ptolomeu XIV.

Em 47 a.C., a rainha do Nilo deu à luz ao seu primogênito e último soberano da dinastia Ptolomaica: Cesarião. Ele também era conhecido como "pequeno César", apesar do apelido de "Ptolomeu", porque Cleópatra afirmava que ele era seu filho com o imperador Júlio César – apesar de ninguém acreditar.

Portanto, desde o nascimento, o pequeno Cesarião já carregava o peso de ser, supostamente, o único filho do homem mais poderoso de Roma, bem como o herdeiro de um reino de 300 anos e de uma civilização de mais de 3 mil anos. E, como se isso não bastasse, em 44 a.C., aos 3 anos, ele foi declarado Ptolomeu XV, o co-rei ao lado de sua mãe.

Destino fatal

(Fonte: Flickriver/Reprodução)(Fonte: Flickriver/Reprodução)

Em 46 a.C., Cleópatra viajou até Roma para visitar César e apresentá-lo ao seu filho, bem no momento em que o imperador estava no topo do mundo, comemorando diversas vitórias. Há poucas evidências de que César reconheceu Cesarião como sua "carne e sangue", e o garoto também não desenvolveu muito o relacionamento com o pai.

De acordo com o testamento do imperador, Cesarião não era o herdeiro oficial, mas sim Augusto César, também conhecido como Otaviano, seu sobrinho-neto biológico e filho adotivo. Logo, Otaviano viu Cesarião como uma ameaça ao que era seu, indo "bater de frente" com Marco Antônio, que se tornou seu inimigo assim que Júlio César foi assassinado.

(Fonte: Toda Matéria/Reprodução)(Fonte: Toda Matéria/Reprodução)

Antônio foi para o Egito, se relacionou com Cleópatra, que deu à luz três de seus filhos, e voltou para Alexandria declarando que Cesarião era o verdadeiro herdeiro ao trono de Roma, desafiando diretamente Otaviano.

Em 31 a.C, as forças de Marco Antônio e Cleópatra foram derrotadas na Batalha de Ácio, no norte da Grécia, então ele e a mulher se suicidaram antes que Otaviano invadisse o Egito – embora seja sugerido que eles tenham sido assassinados.

Otaviano conquistou a cidade de Alexandria em 1º de agosto de 30 a.C., marcando a data oficial de anexação do Egito à República Romana, assumindo o controle nominal sobre os filhos e herdeiros de Cleópatra.

Traído pelos seus tutores que se venderam para Otaviano, Cesarião não conseguiu fugir para um lugar seguro. Aos 17 anos, ele foi brutalmente assassinado por Otaviano, fazendo o nome de Cesarião desaparecer nas areias do deserto da história, sendo pouco lembrado até hoje.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.

Comentários

Você já percebeu que passamos por algumas mudanças por aqui, né? Uma delas é melhorar também o nosso campo de comentários - e nada melhor do que você, nosso leitor, para nos ajudar e garantir que a gente esteja no caminho certo. Substituímos temporariamente nossos comentários por uma pesquisa rápida para implementarmos mais uma melhoria. Como você acredita que nossa interação pode ser mais próxima aqui?

CLIQUE AQUI PARA RESPONDER