Seja o primeiro a compartilhar

5 membros da realeza que eram completamente loucos

Ao longo da história, a realeza tornou-se referência para as elites mundiais, tanto por conta de seu estilo de vida excêntrico quanto à obsessão por poder e visibilidade. Porém, apesar de haver muitos cavalheiros e damas com comportamentos respeitosos e dignos de seus títulos, alguns integrantes dessa elevada classe social extrapolaram com suas ideias e se destacaram por suas atitudes insanas.

Conheça alguns membros da realeza que eram completamente loucos e esteja pronto para se assustar com as obras que eles realizaram em vida.

1. Rei George III do Reino Unido

(Fonte: Wikipedia / Reprodução)(Fonte: Wikipedia / Reprodução)

O legado deixado por Jorge III foi marcado por uma série de eventos envolvendo atos loucos e impensados. O rei deu lugar a seu filho George IV ao ter sido considerado incapaz de governar, pois constantemente espumava pela boca enquanto falava, chorava por horas devido a uma depressão, sofria com paranoias e alucinações e aparentemente sofria de porfiria aguda, uma doença genética rara que fazia com que seu xixi saísse com várias cores distintas.

2. Nero

(Fonte: Wikimedia Commons / Reprodução)(Fonte: Wikimedia Commons / Reprodução)

Aclamado como herói por parte da população na antiga Roma, Nero era geralmente caracterizado como um tirano cruel que se importava apenas com seus próprios interesses. Com sintomas de loucura, o antigo imperador chegou a se casar com um jovem plebeu fantasiado de Poppaea, sua segunda esposa, pouco tempo após a morte dela, e tornou-se mais famoso por incendiar completamente três zonas da cidade de Roma.

3. Vlad, o Empalador

(Fonte: Pinterest / Reprodução)(Fonte: Pinterest / Reprodução)

Figura que serviu de inspiração para a criação do Drácula, de Bram Stoker, Vlad, o Empalador, foi um torturador e genocida em larga escala impulsionado pela sede de sangue sem precedentes. Constantemente, o nobre convidava estrangeiros para seu palácio com promessas de paz, mas logo em seguida os surpreendia com um ataque feroz e os empalava ainda vivos, deliciando-se com a dor e os gritos.

4. Calígula

(Fonte: Wikipedia / Reprodução)(Fonte: Wikipedia / Reprodução)

Calígula, possivelmente o mais insano dos nobres, foi a personificação do hedonismo, decadência, perversão, masoquismo e sadismo, e marcou a história com atos que seriam considerados impensáveis. Em seu governo, ele dormia com suas irmãs e as prostituía, nomeou seu cavalo como padre, transformou seu palácio em um bordel e regularmente jogou inocentes em arenas de gladiadores por pura diversão.

5. Princesa Alexandra da Baviera

(Fonte: Wikipedia / Reprodução)(Fonte: Wikipedia / Reprodução)

Extremamente inteligente, a Princesa Alexandra da Baviera dedicou-se aos estudos e se tornou uma artista nata, mas seu medo extremo por germes mexeu severamente com sua personalidade. Alexandra usava apenas roupas brancas e acreditou que havia comido um grande pedaço de vidro na infância, passando a evitar contato com outras pessoas e até mesmo a evitar tocar em portas, com medo de se quebrar em pedaços.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.

Comentários

Você já percebeu que passamos por algumas mudanças por aqui, né? Uma delas é melhorar também o nosso campo de comentários - e nada melhor do que você, nosso leitor, para nos ajudar e garantir que a gente esteja no caminho certo. Substituímos temporariamente nossos comentários por uma pesquisa rápida para implementarmos mais uma melhoria. Como você acredita que nossa interação pode ser mais próxima aqui?

CLIQUE AQUI PARA RESPONDER