Van Gogh: novo desenho é descoberto e será exposto pela primeira vez

O neerlandês Vincent Van Gogh é um dos casos mais famosos de artistas que só receberam o devido reconhecimento após sua morte. Além disso, ele tem muitas obras que só foram descobertas depois que ele faleceu — antes, ninguém sabia que elas existiam. O mais curioso é que ainda tem peças dele que estão sendo descobertas agora, mais de 130 anos depois.

Esta semana, por exemplo, o Museu Van Gogh em Amsterdã anunciou que um novo desenho do artista foi descoberto em 2021. Uma pessoa — que não quis ser identificada — trouxe a obra para o museu, desejando que ela fosse identificada como um legítimo Van Gogh ou não. Então foi comprovado: o desenho foi mesmo feito por ele, durante sua fase em Haia

Desenho de Vincent Van Gogh foi descoberto mais de 130 anos depois de sua morte (Imagem: Museu Van Gogh)Desenho de Vincent Van Gogh foi descoberto mais de 130 anos depois de sua morte. (Fonte: Museu Van Gogh/Reprodução)

Um legítimo Van Gogh

O desenho a lápis foi feito em um papel de cerca de 48 cm x 30 centímetros. A imagem mostra um homem mais velho sentado e agachado, com as mãos no rosto, parecendo sofrer. Quem já conhece um pouco de Van Gogh reconhecerá a semelhança com uma de suas mais famosas obras: Esgotado, também conhecida como No Portal da Eternidade, de 1890.

O modelo das duas obras, inclusive, provavelmente é o mesmo: Adrianus Jacobus Zuyderland, um senhor de Haia que aparece em várias das obras feitas por Van Gogh nesse período. 

No Portal da Eternidade é uma das obras mais famosas de Van Gogh (Imagem: Wikimedia Commons)No Portal da Eternidade é uma das obras mais famosas de Van Gogh. (Fonte: Wikimedia Commons)

Segundo o museu, a conexão entre as duas obras é óbvia: “Em termos de estilo, o desenho se encaixa perfeitamente entre os vários estudos de imagem que conhecemos desse período de Van Gogh em Haia”, disse Teio Meedendorp, pesquisador do museu em Amsterdã.

É possível observar que as linhas do desenho — sem tanto refinamento, mas com traços fortes e atenção ao uso de luz e sombra — são característicos do artista neerlandês. Além disso, os cantos do papel estavam desgastados, já que Van Gogh prendia seus papeis na prancheta de desenho com cola de amido. 

Ainda bem que o desenho caiu nas mãos certas e os especialistas reconheceram sua origem. A obra foi batizada como Estudo para Esgotado, já que parece ser uma das tentativas para a famosa pintura que viria anos depois, e será exposta no Museu Van Gogh em Amsterdã, em janeiro de 2022. 

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.