Seja o primeiro a compartilhar

A história de origem de 6 itens domésticos que todo mundo tem em casa

Ao longo do dia é comum que nunca paremos para pensar qual é a origem por trás dos itens que estamos utilizando. Porém, a realidade é que a maioria dos itens que usamos constantemente no nosso cotidiano tem, no mínimo, uma história curiosa envolvendo sua criação.

Por isso, nós decidimos elaborar uma lista com a história de origem de cinco itens domésticos bastante utilizados em nossas vidas e que você provavelmente nunca parou para pesquisar. Preste bem atenção e depois nos conte qual foi o que mais surpreendeu.

1. Desinfetante líquido

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

É bem provável que você tenha feito o uso de desinfetante líquido para limpar suas compras do supermercado ou para lavar os sapatos após ir para a rua, principalmente durante a pandemia. Porém, esse produto surgiu no mercado com objetivos bem diferentes.

No início da década de 1920, eles eram marcados como um produto indispensável para a higiene feminina. O problema, entretanto, é que a fórmula do produto continha cresol, um composto químico que era capaz de causar queimaduras, inflamações e outros problemas na pele. Nada legal, não é mesmo?

2. Vaselina

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Quando o petróleo foi descoberto pela primeira vez no estado da Pensilvânia, nos Estados Unidos, o químico Robert Chesobrough se mostrou muito interessado pela descoberta. Ao visitar uma das plataformas de extração do produto, ele notou que os trabalhadores usavam algo chamado de “cera de bastão” para lidar com cortes e queimaduras durante a jornada de trabalho.

Impressionado com aquela gosma preta, Chesobrough decidiu criar um processo para refiná-la. Foi assim que ele desenvolveu a gelatina de petróleo, mais conhecida pelo nome vaselina. 

3. Detector de fumaça

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

Diversas versões de detectores de fumaça já existiam no fim dos anos 1800. Porém, um dos principais passos para a invenção desse produto se deu pelas mãos do físico suíço Walter Jaeger, que almejava criar um dispositivo capaz de identificar um gás venenoso.

Esse projeto, no entanto, nunca funcionou. Enquanto fumava um cigarro, porém, acabou descobrindo que sua ferramenta funcionava como um detector de fumaça regular, o qual ainda levaria mais algumas décadas até ser aprimorado e levado para as casas ao redor do mundo. 

4. Velcro

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

Após uma volta pela floresta, o engenheiro suíço Georges De Mestral notou que pedaços de bardana — uma planta originária da Eurásia — haviam ficado presos na sua roupa. Após uma análise dessa espécie sob o microscópio, De Mestral percebeu que a planta utilizava pequenos ganchos para se ligar a outras superfícies.

Foi assim que ele ganhou a inspiração para desenvolver sua maior invenção: o velcro. Com a ajuda de um fabricante na França, ele conseguiu expandir seu negócio e logo se tornou referência. Atualmente, o velcro é utilizado em peças de roupa e em diversos outros itens.

5. Ar-condicionado

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

Se hoje o ar-condicionado é usado para aliviar o calor dos domicílios, esse aparelho nem sempre teve essa função.  Quando esse produto surgiu, pelas mãos do engenheiro norte-americano Willis Carrier, ele era destinado para controlar a temperatura e a umidade de uma impressora comercial.

O mecanismo usava água gelada passando por bobinas de aquecimento para gerar o ar refrescante e logo foi importado para outros mecanismos de fábrica. Tempos depois, o sistema foi adaptado para caber dentro dos domicílios e tomou o formato que conhecemos atualmente. Com os avanços da tecnologia, o ar-condicionado se tornou um produto cada vez mais sofisticado e capaz de oferecer maior conforto aos seres humanos. 

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.