Mais 15 fatos surpreendentes relacionados com irmãos gêmeos
74
Compartilhamentos

Mais 15 fatos surpreendentes relacionados com irmãos gêmeos

Último Vídeo

1 – As mulheres que decidem ter filhos depois dos 30 anos idades são mais propensas a ter gêmeos do que as que engravidam mais cedo. Aliás, esse fato ajuda a explicar a próxima curiosidade!

2 – Como nas últimas décadas as mulheres vêm optando por ter filhos cada vez mais tarde, desde o ano de 1980, o número de nascimentos de gêmeos cresceu em mais de 75%.

3 – Mais da metade dos gêmeos nascem com baixo peso – fator que pode contribuir para o desenvolvimento de problemas de saúde como a asma, por exemplo.

Bebês fofonhos(Pixabay/3194556)

4 – Para as mães, as gestações de gêmeos também podem ser mais problemáticas, já que elas evolvem mais riscos e estão relacionadas a uma maior incidência de hipertensão gestacional.

5 – Não é sempre que os gêmeos nascem juntos! O maior intervalo entre o parto de irmãos gêmeos de que se tem registro é de 87 dias de diferença.

6 – Ainda nesse assunto, a verdade é que, graças aos avanços na área de fertilidade humana, irmãos gêmeos inclusive podem nascer com vários anos de diferença entre um e outro – basta com que os pais mantenham os embriões congelados e a mulher se submeta a uma nova fertilização.

Meninos gêmeos abraçados(Pixabay/LorileeAlanna)

7 – Apesar de ser bastante raro, é possível que uma mulher engravide de gêmeos de pais diferentes. Conhecida como Superfecundação Heteropaternal, esse tipo de gestação ocorre quando dois óvulos são fecundados pelos espermas de dois homens diferentes.

8 – Uma forma de diferenciar gêmeos idênticos é olhar para seus umbigos – uma vez que essa estrutura nada mais é do que uma cicatriz e, portanto, não tem nada a ver com a genética.

9 – Sabia que 40% os gêmeos desenvolvem linguagens próprias para se comunicar entre si? E esse fenômeno tem nome: criptofasia. Os gêmeos também vivem mais do que os irmãos que não o são.

(Brincadeirinha... É que não resistimos à dupla “falante” do vídeo acima!)

10 – Um levantamento apontou que cerca de 17% dos gêmeos são canhotos. Comparativamente, a média de canhotos entre os nascimentos não gemelares é de 10%.

11 – Existem registros de uma russa que, no século 18, deu à luz nada menos do que 16 pares de gêmeos, teve sete conjuntos de trigêmeos e ainda quatro grupos de quádruplos ao longo de 40 anos – e essa filharada toda foi concebida a partir de um mesmo pai. Ficou com preguiça de fazer as contas para descobrir o número total de crianças? 69, das quais, com exceção de um conjunto de gêmeos, 67 sobreviveram à infância.

Gêmeas(Pixabay/Szilárd Szabó) 

12 – Agora uma curiosidade dramática: Josef Mengele, o famoso médico nazista que ficou conhecido como “Anjo da Morte”, tinha verdadeiro fascínio por gêmeos e conduziu incontáveis experimentos com esse tipo de irmãos. Em Auschwitz, por exemplo, quando um dos gêmeos morria, Mengele ordenava a morte do outro para a realização de necropsias comparativas.

13 – Ainda relacionada com o nazismo, dois meninos gêmeos filhos de pai de origem judaica foram separados no nascimento e, enquanto um cresceu como judeu, o outro foi criado como nazista. Os irmãos se reencontraram depois de adultos e, após superar suas diferenças, se reconciliaram.

Gêmeos separados no nascimento(Daily Mail/AP)

14 – O país com o maior índice de nascimentos de gêmeos no mundo é a Nigéria, enquanto o de menor índice é a China.

15 – Já a cidade com uma das maiores proporções de gêmeos no mundo – proporcional ao tamanho da população – é Cândido Godói, no Rio Grande do Sul, e existe a suspeita de que Josef Mengele (o nazista que mencionamos no item 12), que fugiu para a América do Sul no final da Segunda Guerra Mundial, tenha conduzido seus experimentos por lá.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.