Covid-19: doentes leves também podem desenvolver imunidade

Covid-19: doentes leves também podem desenvolver imunidade

Último Vídeo

De acordo com um estudo conduzido pelo Instituto Pasteur da França, pessoas que contraem covid-19, mas apresentam sintomas leves, podem desenvolver anticorpos que são suficientes para deixá-las imunes por algumas semanas.

Para esse estudo foram analisados 160 pacientes com sintomas leves da doença, pertencentes à equipe hospitalar da região de Estraburgo, na França. Produzidos pelo organismo, os anticorpos são moléculas imunológicas que atuam no corpo combatendo patógenos. A presença deles no sangue funciona como uma proteção contra o vírus invasor.

Pacientes com sintomas leves da doença também podem desenvolver anticorposPacientes com sintomas leves da doença também podem desenvolver anticorpos

De acordo com Oliver Schwartz, responsável pelo setor de imunidade e vírus do instituto, os resultados obtidos apontam que, pelo menos durante 40 dias após o surgimento dos primeiros sintomas, os níveis de anticorpos nos pacientes leves são suficientes para protegê-los contra uma nova infecção. 

Os cientistas já tinham conhecimento sobre como esse processo ocorria em pacientes graves, sendo que os anticorpos, neste caso, começavam a se desenvolver nos primeiros 15 dias após a apresentação dos sintomas. 

Com o novo estudo, foi possível determinar que o mesmo acontece com pacientes leves. Ainda de acordo com Schwartz, os próximos passos envolverão pesquisas com a finalidade de entender o nível de resposta dos anticorpos em períodos mais longos, assim como a capacidade deles para neutralizar o vírus.

Por que é tão importante saber quem está imune?

Além da clara preocupação com a recuperação, proliferação e o comportamento da covid-19, autoridades dos mais diversos países têm feitos testes sobre a capacidade imunológica. A expectativa, é de que eles possam ajudar a definir quem — e quando — pode voltar ao trabalho ou ter uma vida social normal.

Além disso, pessoas imunes podem substituir aquelas que se encontram em estado mais vulnerável. Algo fundamental em ambientes críticos, a exemplo dos hospitais onde a taxa de transmissão é alta.

Porém, é muito importante saber que ter anticorpos não é o mesmo que estar completamente imune ao vírus. O que acontece é que as pesquisas têm demonstrado que eles — os anticorpos — têm um papel fundamental para desarmar o vírus causador da covid-19 e isso é que constitui a chave para a imunidade, pois permite entender até que ponto há realmente uma segurança eficaz.


Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.