Seja o primeiro a compartilhar

Yuri Gagarin: o 1º homem a ir ao espaço

Na próxima segunda-feira, dia 12 de abril, a Rússia irá comemorar um Dia da Cosmonáutica especial: o evento que inspirou a criação da data, a primeira viagem de um ser humano ao espaço, irá completar 60 anos. O herói desse feito mundial, o cosmonauta russo Yuri Gagarin viveu naquele dia o sonho de uma vida, como declarou antes de entrar na Vostok I.

Fonte: WallpaperSafari/ReproduçãoFonte: WallpaperSafari/Reprodução

Nascido em uma família de agricultores no dia 9 de março de 1934, na União Soviética, Gagarin viveu ainda criança uma experiência que marcaria sua existência: durante a Segunda Guerra Mundial, um avião soviético foi abatido perto da fazenda onde morava. Ele e um amigo resgataram o piloto e o esconderam dos nazistas. A partir daí, o garoto de Smolensk só pensava em ser piloto.

Para isso, estudou e trabalhou duro até que, no dia do seu 26º aniversário, recebeu a notícia de que havia sido selecionado como um dos seis cosmonautas que fariam o treinamento para pilotar a primeira missão ao espaço. Na época, Gagarin tinha apenas 230 horas de voo, mas era considerado por seus superiores como um dos pilotos mais ambiciosos e determinados.

O primeiro voo humano ao espaço

Fonte: Sputnik/ReproduçãoFonte: Sputnik/Reprodução

No dia 8 de abril de 1961, o projetista do programa espacial soviético, Serjei Korolev, indicou Yuri Gagarin para o primeiro voo. Diferentemente do que ocorre hoje, a ciência e a tecnologia eram ainda muito intuitivas, limitando-se até então a fazer voos de testes com animais. Os cientistas não tinham a menor ideia de como a gravidade zero ou a enorme velocidade do foguete poderia afetar as pessoas.

No dia 12 de abril de 1961, às 6h7m o gigantesco foguete R-7 decolou da base de Baikonur, no atual Cazaquistão. Após 11 minutos, o terceiro estágio do foguete se separou, colocando o cosmonauta 90 km acima da órbita de 230 km originalmente prevista, fazendo-o girar em volta da Terra bem mais rápido.

Fonte: Time/ReproduçãoFonte: Time/Reprodução

Uma hora e 48 minutos depois, o voo terminou, mas o retrofoguete não se separou da cápsula, obrigando Gagarin a se ejetar a apenas 7 quilômetros do solo e cair de paraquedas de forma segura. O cosmonauta se transformou em uma celebridade mundial, mas veio, infelizmente, a falecer em um acidente de avião em março de 1968, logo após completar 34 anos de idade.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.