Cronotipo: descubra o seu e por que saber isso é importante

Você é do tipo de pessoa que sente que só consegue trabalhar de verdade durante a noite ou já é mais do tipo que acorda cedo muito agitado e pronto para mais uma jornada? A verdade é que tudo que pode ser bom para uma determinada pessoa pode também ser considerado péssimo para outra.

E muito disso tem a ver com o seu cronotipo, a predisposição natural do seu corpo para apresentar picos de energia ou cansaço ao longo do dia. Você não faz ideia do que nós estamos falando? Então, vamos nos aprofundar a respeito desse conceito e explicar qual é a importância de compreender o seu verdadeiro cronotipo.

Definição de cronotipo

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

De acordo com a linguagem científica, o cronotipo pode ser descrito como a sincronização do que conhecemos como ritmos circadianos — o ciclo fisiológico que a maioria dos organismos vivos tem dentro de um período de 24 horas. Isso explicaria por que algumas pessoas são mais ativas durante a tarde, enquanto outras preferem realizar suas tarefas de manhã ou à noite. 

Isso também envolve a liberação de melatonina, o hormônio que induz o sono e que também é responsável por administrar a energia existente em nosso corpo. Normalmente, ela é liberada nos períodos mais escuros do dia e determina qual momento estaremos mais despertos ou simplesmente mais produtivos.

Na visão dos especialistas, existem quatro tipos diferentes de cronotipo em que uma pessoa pode ser categorizada. Cada um deles indica qual é o momento ideal para um determinado indivíduo descansar baseado em seu relógio interno. Além disso, esse conceito também oferece uma visão sobre as suas principais atividades diárias, como comer, trabalhar, fazer exercícios e socializar.

Tipos de cronotipo

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

Uma pessoa que conhece bem qual é o seu cronotipo pode aprender a se planejar melhor durante o dia para atingir o máximo de sua produtividade. Portanto, é importante ficar de olho para alguns sinais e ter autoconhecimento. Os quatro cronotipos conhecidos atualmente são:

  • Cronotipo do urso: a maioria das pessoas faz parte dessa categoria. Isso quer dizer que o ciclo delas de dormir e acordar está regulado de acordo com o Sol. Pessoas desse cronotipo tendem a dormir e acordar com mais facilidade, tendo pico de produtividade antes do meio-dia. Após o almoço, costumam se sentir mais cansadas — especialmente das 14h às 16h. 
  • Cronotipo do lobo: indivíduos desse cronotipo têm problemas para acordar de manhã. Por isso, sentem-se mais dispostos quando despertam por volta do meio-dia, especialmente porque seu pico de produtividade dura desse horário até 4 horas depois. Além disso, o cronotipo do lobo costuma ter um outro pico de produtividade às 18h, quando a maioria das pessoas já encerrou o expediente.
  • Cronotipo do leão: ao contrário dos lobos, os leões gostam de acordar cedo durante a semana. Para eles, não há problema de acordar no amanhecer e manter uma jornada de trabalho até o meio-dia. Tipicamente, pessoas desse cronotipo se sentem mais desgastadas quando o Sol vai embora e vão direto para a cama por volta das 21h ou 22h. 
  • Cronotipo do golfinho: se você tem dificuldade de se encaixar em qualquer padrão, é bem provável que você seja do cronotipo do golfinho. Pessoas desse gênero tendem a não obter a quantidade de sono adequada por serem muito sensíveis a estímulos, como a luz e o som. Por outro lado, seu pico de produtividade costuma ser das 10h às 14h. 

Benefícios

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

A partir do momento que uma pessoa aprende a identificar seu cronotipo, ela pode usufruir de inúmeros benefícios em seu dia a dia. Por exemplo, isso te ajudará a saber qual é o melhor momento do dia para pegar no sono. Com esse auxílio, você pode encontrar um padrão para finalmente se sentir descansado e disposto nos momentos ideais.

O autoconhecimento do cronotipo também facilita na hora de controlar seus hábitos alimentares. Cronotipos noturnos, como os lobos, estão associados a uma menor ingestão de frutas e vegetais com maior ingestão de bebidas energéticas, alcoólicas, açucaradas e com cafeína, bem como maior ingestão de energia de gordura — portanto, é preciso ter cuidado para não extrapolar. 

Por fim, esse processo também te oferece uma nova visão sobre sua saúde mental. Como a qualidade de sono está diretamente conectada ao funcionamento do cérebro, podemos aumentar a prevenção contra algumas doenças. Em geral, indivíduos mais noturnos têm uma maior predisposição à depressão. 

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.