Seja o primeiro a compartilhar

Ondas sonoras viram desenhos de água e sal

Quando pensamos em uma onda sonora, atrelamos esse conceito muito mais a nossa audição do que a nossa visão. Entretanto, toda onda apresenta um desenho que é invisível ao olho nu, mas carrega consigo uma energia capaz de afetar ou até mesmo alterar coisas materiais com que entra em contato.

Pensando nisso, o compositor australiano Kim Moyes entrou em contato com seu compatriota Josef Gatti, que trabalha como artista e cineasta, para encontrar um método de ilustrar de forma visível e impactante o desenho das ondas sonoras. O resultado? Com um pouco de água e sal, os dois produziram imagens bastante psicodélicas. Confira só!

Desenho da vibração

(Fonte: ABC Science/Divulgação)(Fonte: ABC Science/Divulgação)

O trabalho de Moyes e Gatti surgiu como um experimento para a série Phonomena, televisionada pela emissora australiana Australian Broadcasting Company através do segmento ABC Science — referência nos meios de TV e rádio. Além da necessidade de água e sal para a criação das figuras, o experimento contou com uma caixa de som de baixa frequência e um aparelho mecânico de alta frequência.

Para a realização da técnica, os responsáveis pelo experimento colocaram água dentro de uma vasilha e a posicionaram sobre a caixa de baixa frequência. Conforme os sons iam produzindo uma vibração, esses estímulos foram alterando o formato do líquido e acabaram sendo convertidos em desenhos dos mais diversos padrões.

(Fonte: ABC Science/Divulgação)(Fonte: ABC Science/Divulgação)

Outro fato curioso é que foi possível notar mais de uma forma geométrica sendo criada ao longo do processo pelas "pinturas". Em relação ao sal, esse produto foi espalhado sobre o mecanismo de alta frequência e acabou sendo moldado de maneira muito semelhante ao que acontece com a água. Em junção com as mudanças no volume e na tonalidade do som, novos padrões foram criados e resultados magníficos apareceram.

Resultado final

(Fonte: ABC Science/Divulgação)(Fonte: ABC Science/Divulgação)

Quando paramos para admirar o resultado final, fica difícil até mesmo dizer que as imagens são fruto de um experimento real. As obras são tão incríveis, harmoniosas e psicodélicas que é muito simples acreditar que tudo aquilo teria sido feito em computação gráfica.

Entretanto, os artistas responsáveis pela técnica garantem: os desenhos são o simples resultado da força das ondas sonoras em suas infinitas variações incidindo sobre outros materiais. “Ondas são energia em movimento. Elas transportam impulso e informação pelo universo. Elas estão por toda parte, em ondas de luz, do mar, de som, e muitas outras”, é o que diz a narração do vídeo divulgado pela ABC Science.

(Fonte: ABC Science/Divulgação)(Fonte: ABC Science/Divulgação)

Enquanto as figuras criadas pela água apresentam formato diverso e imprevisível, os desenhos gerados pelo sal podem ser vistos como verdadeiras mandalas cativantes. Esses exemplos são apenas um reflexo da natureza e da forma das ondas sonoras. 

Por fim, o projeto se encaixa perfeitamente com a descrição do programa Phenomena, que afirma se tratar de “arte e ciência se encontrando para nos levar em uma jornada psicodélica pelas estruturas do universo, explorando as forças da natureza que criam o universo como conhecemos”. 

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.