Seja o primeiro a compartilhar

Seria possível construir um sabre de luz real?

Uma das poucas unanimidades entre os fãs de Star Wars é que todos gostariam de ter um sabre de luz. A arma dos Jedi foi, provavelmente, uma das criações mais interessantes de George Lucas, tendo se mantido como um símbolo cultural por mais de quatro décadas.

Mas será que ela seria cientificamente possível? A resposta é sim e não, dependendo de como você interpreta o que é um sabre de luz. Abaixo nós explicamos de que maneira seria possível se aproximar dessa tecnologia que existe há muito tempo, em uma galáxia muito, muito distante.

O sabre de luz

Começando pela interpretação literal do sabre e supondo que ele realmente utilize a luz como uma lâmina. Para isso acontecer, seria necessário concentrar uma grande quantidade de fótons em um espaço de aproximadamente 1 metro, que iria gerar energia suficiente para causar uma queimadura nos seus inimigos. Em termos, é essa propriedade da luz que o laser utiliza para cortar outros materiais

O problema é que existem dois problemas para essa opção de sabre de luz. O primeiro é que a luz precisa de uma barreira física para ser parada. Ou seja, se você ligar o seu sabre de luz, ele iria ser muito maior do que uma espada convencional. A solução para isso seria criar um suporte com um espelho na ponta, mas qual seria a graça de andar por aí com um sabre de luz assim?

A segunda barreira física está em outra propriedade da luz. Tecnicamente, dois fótons podem ocupara o mesmo espaço.  Diferente de elétrons, prótons e nêutrons, um fóton não colide com outro ao se cruzarem. Fisicamente, existem algumas lacunas para que possa ser criado uma condição para que dois feixes de luz colidam, mas a nossa ciência atual ainda não descobriu como fazer isso.

O sabre de plasma

Com isso, é mais provável que os sabres utilizados pelos Jedi utilizem o plasma como material cortante e não o laser. Essa tecnologia já existe e é amplamente utilizada na indústria para cortar determinados materiais. Porém, como estamos falando de ficção científica, existem algumas extrapolações em Star Wars.

O plasma é um gás energético e bastante eficiente para cortar materiais condutores. Eles são basicamente um fluxo de gás ionizado soprado por ar comprimido, que resulta em uma corrente extremamente quente, podendo ultrapassar os 20.000 °C.

O lado ruim é que para manter este fluxo é necessária uma grande quantidade de energia, além de uma grande quantidade de gás armazenado. Isso significa que em um duelo de sabres de plasma, os Jedi precisariam carregar uma mochila com o gás e as armas precisariam estar ligadas na tomada — não parece um combate muito emocionante.

O lado positivo do plasma é que gases diferentes emitem uma radiação em cores diferentes. Um Jedi que utilize plasma de cloro, teria um sabre verde, enquanto um Sith que utilize um plasma de hélio, teria um sabre vermelho.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.