Seja o primeiro a compartilhar

Como seria a Terra se os humanos modernos nunca existissem?

É praticamente impossível ir para algum lugar na Terra que não carregue alguma marca da humanidade. Sejam as grandes cidades, as ruínas de antigos impérios, as florestas que viram pastos e áreas para a agricultura ou o lixo que se acumula em oceanos, montanhas e até em florestas. O progresso que a nossa espécie construiu também causou muito estrago.

Mas como seriam as coisas se nós não tivéssemos evoluído para o que somos atualmente? E se nós tivéssemos continuado a viver como caçadores-coletores, em pequenos grupos localizados e não nos espalhássemos por todos os continentes?

Não há um consenso sobre como seria esta realidade hipotética, mas alguns cientistas defendem a ideia de um planeta com a natureza (quase) intocada e uma diversidade maior de espécies animais. Por outro lado, um mundo sem os humanos modernos também poderia significar que nossos parentes extintos, como os neandertais, ainda estariam por aqui. E eles, sem dúvida, também teriam mudado a paisagem.

Um enorme Serengeti

Um exemplo do impacto deixado pelos humanos modernos em sua trajetória evolutiva é a extinção de várias espécies de animais. Foi o que aconteceu com as moas, um grupo de pássaros gigantes, semelhantes aos avestruzes, que podiam medir até 3,6 metros de altura. Todas as nove espécies dessas aves que habitaram a Nova Zelândia por milhões de anos, desapareceram em cerca de 200 anos com a chegada dos humanos. 

E elas se juntam a pelo menos outras 25 espécies de vertebrados, incluindo as águias gigantes de Haast que caçavam as moas. Esse exemplo ilustra um problema que acompanhou o desenvolvimento dos seres humanos modernos: a extinção de grandes animais.

Sören Faurby, professor sênior de zoologia da Universidade de Gotemburgo, na Suécia, acredita que os humanos desempenharam um papel fundamental no desaparecimento de grandes mamíferos. Em 2015, ele e sua equipe publicaram um estudo na revista Diversity and Distributions, sugerindo que, sem humanos, a Terra poderia ser atualmente um grande Serengeti, um ecossistema africano repleto de vida.

“Em um mundo sem humanos, haveria uma diversidade muito maior de grandes mamíferos e, se você vir uma diversidade maior de grandes mamíferos, tende a ver um habitat muito mais aberto”, explicou Faurby. Ele se baseia nas extinções de grandes mamíferos que aconteceram no continenteeuropeu e nas Américas, após a chegada dos humanos modernos, há alguns milhares de anos.

Mais espécies de seres humanos

(Fonte: Gettyimages)(Fonte: Gettyimages)

Chris Stringer, professor no Museu de História Natural de Londres, também acredita que sem os humanos modernos, os neandertais poderiam estar por aí ainda. Segundo Stringer, esses nossos primos distantes levavam vidas complexas na Europa, semelhantes aos humanos modernos, mas tinham dificuldade em lidar com as mudanças climáticas. Como eles também eram pouco numerosos, havia também uma baixa diversidade genética.

E eles não foram os únicos. Os denisovanos foram uma linhagem próxima dos neandertais e que provavelmente cruzaram o caminho dos nossos antepassados. Caso esses dois grupos tivessem sobrevivido por mais tempo, talvez eles tivessem se tornado os humanos modernos e mudado o cenário do planeta no nosso lugar.

“Não há razão para que neandertais ou os denisovanos não pudessem ter feito isso eventualmente”, disse Stringer. “Eles poderiam ter superado qualquer eventual deficiência intelectual através da evolução e poderiam estar cometendo os mesmos erros que cometemos desde então”.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.