Cadáver de 30 anos é encontrado em reforma de mansão na França

Cadáver de 30 anos é encontrado em reforma de mansão na França

Último Vídeo

Segundo noticiado pelo The Guardian nesta última segunda-feira, dia 10, uma mansão multimilionária recém-adquirida por impressionantes US$ 41 milhões está sendo alvo de uma investigação criminal após a identificação de um cadáver em decomposição por quase três décadas em suas dependências. Localizada a poucos minutos das casas do Primeiro-Ministro e do empresário Yves Saint-Laurent, o caso chocou as autoridades e o atual dono da residência, Jean-Bernard Lafonta.

Em janeiro deste ano, a casa abandonada por 30 anos foi adquirida por Lafonta, dono de uma empresa holandesa de médio porte que chegou a pagar uma quantia seis vezes superior à leiloada originalmente para a mansão, dando início a uma série de reformas para cobrir o acabamento rústico e mal tratado que a casa adquiriu com o passar do tempo.

(Fonte: George Kaplan/Twitter)(Fonte: George Kaplan/Twitter)

O que ninguém esperava era que as obras no número 12 da rua Oudinot teriam de ser interrompidas repentinamente visto que um dos restauradores encontrou um corpo abandonado e mutilado, com marcas de entalhes de facas nos ossos e em alto estágio de decomposição. Foi assim, então, que foi dado início a uma investigação criminal sobre o caso.

O desaparecimento de um pai

O corpo abandonado pertencia a Jean-Pierre Renaud, que não teve sua idade divulgada. Segundo os investigadores que estão à frente do caso, o morto carregava consigo documentos, algo que facilitou substancialmente a identificação de seu nome e paradeiro. 

(Fonte: George Kaplan/Twitter)(Fonte: George Kaplan/Twitter)

“Ele era alguém sem residência fixa, com um problema com bebida”, afirmou uma fonte policial. “Poderíamos imaginar uma briga com outra pessoa que vivia na região... Mas não está claro se ele morreu na mansão ou foi trazido para lá, e talvez nunca possamos descobrir quem foi o responsável.” 

(Fonte: George Kaplan/Twitter)(Fonte: George Kaplan/Twitter)

A descoberta do cadáver permitiu à agência comunicar aos filhos de Renaud o achado.  De fato, o pai havia sido dado como desaparecido há quase 30 anos. Quanto ao atual dono da mansão, Lafonta preferiu não emitir pronunciamentos sobre o caso, mas confirmou que as obras em sua mansão irão ser retomadas assim que possível após o verão.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.