08
Compartilhamentos

É melhor enxaguar a boca após escovar os dentes ou não?

A gente faz isso — ou, pelo menos, deveria fazer, né? — todos os dias. Coloca o creme dental na escova, esfrega bastante todos os dentes, escova a língua e as outras partes da boca, cuspindo aquele monte de espuma para finalizar. Depois disso, você enxágua a sua boca com água ou deixa aquele restinho de pasta na boca?

Alguns dentistas defendem que é melhor não enxaguar. Isso porque as pastas contêm flúor, uma substância que protege o esmalte e dificulta a formação de placa bacteriana. Então, segundo Fundação de Saúde Bucal do Reino Unido, deixar um restinho de creme dental (e flúor) após a escovação permitiria que a substância agisse por mais tempo.

A Fundação até criou uma campanha chamada "Spit, Don't Rinse" (Cuspa, Não Enxágue em português) para mudar os hábitos da população na Terra da Rainha. A ideia é que as pessoas apenas cuspam o excesso de creme dental, mas mantenham um restinho, sem jogar água na boca após a escovação.

Imagem: FreepikImagem: Freepik

Mas será que isso faz sentido mesmo?

Eu fiquei com a pulga atrás da orelha com essa história — afinal, a gente aprende a enxaguar a boca desde criança, inclusive no dentista — e fui atrás de outras fontes além dessa Fundação do Reino Unido. 

A primeira descoberta foi que a água, na maioria das cidades do Brasil, é tratada com flúor. Então, mesmo que você enxágue a boca, você vai jogar mais dessa substância nos seus dentes. "Não vai fazer diferença nenhuma", afirmou o Dr. William Jorge, dentista de Curitiba, com quem eu conversei.

Na verdade, essa história de não enxaguar pode ser até prejudicial para crianças que ainda estão formando seus dentes definitivos. Afinal, "se você não enxágua, você acaba engolindo o flúor", diz William. 

Imagem: OdontoCompany/ReproduçãoImagem: OdontoCompany/Reprodução

Engolir muito flúor, a longo prazo, pode causar um problema chamado fluorose, que causa pequenas manchas brancas na superfície dos dentes – tanto os de leite, quanto os permanentes. A solução? Usar pasta de dentes sem flúor e, se usar creme com essa substância, enxaguar bem a boca.  

Para adultos, tanto faz enxaguar ou só cuspir. Além disso, é claro que um pouco de flúor realmente faz bem, tanto que ele está nas pastas e nos enxaguantes bucais: o problema é o excesso. A diferença entre o remédio e o veneno é a dose, como diz o ditado.

Desse modo, de acordo com as fontes aqui do Brasil, o ideal é enxaguar a boca uma vez para retirar o excesso, mas manter um pouco de flúor agindo. Não enxaguar a boca é necessário caso você use o enxaguante bucal: a própria embalagem recomenda isso. Essa história de "cuspa, não enxague" é algo que podemos deixar para os britânicos.

E a água antes da escovação?

Já que eu fui falar com o dentista, aproveitei para perguntar sobre o hábito de molhar a escova antes de escovar os dentes. "A pasta é remédio. Então, se você molha a escova, você está jogando remédio ralo abaixo", afirmou o Dr. William.

Ele explicou que esse hábito de molhar o creme dental gera espuma e ajuda a trazer aquela sensação de frescor mais rápido. Mas os dentistas, de modo geral, afirmam que a saliva é o suficiente para umedecer a boca durante a escovação. 

Esse hábito é um que a gente pode mudar. 

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.