6 doenças raras capazes de mudar a sua aparência

A genética é responsável por tudo que reconhecemos no espelho em termos de aparência, seja o formato do cabelo, a cor dos olhos, ou o tom da pele. Entretanto, mesmo que todos os seres humanos venham ao mundo com um DNA diferente uns dos outros, algumas pessoas sofrem de doenças congênitas responsáveis por mudar completamente o seu visual.

Confira, a seguir, uma lista com seis doenças extremamente raras que são capazes de mudar drasticamente a aparência de um indivíduo.

1. Argiria

(Fonte: ABC News/Reprodução)(Fonte: ABC News/Reprodução)

Ao contrário da maioria dos exemplos de doenças que transformam a aparência de uma pessoa, a argiria não é uma doença genética. Na verdade, essa condição é causada pela exposição em excesso à prata e aos seus compostos — o que significa que ela pode aparecer em qualquer idade.

Seu sintoma principal é bastante marcante: a pele da pessoa se torna azul. Mesmo que pequenas quantidades de prata sejam inofensivas para nós, a exposição excessiva faz com que a substância se acumule em nosso organismo. Em todos os casos, a mudança de aparência é irreversível mesmo com o término do contato com a prata.

2. Elastoderma

(Fonte: Internet/Reprodução)(Fonte: Internet/Reprodução)

A elastoderma é uma condição genética dermatológica que provoca o aumento da flacidez e diminuição do recuo da pele. A pele do paciente se torna hiperelástica e tem maior probabilidade de se manter esticada do que a pele sem qualquer tipo de doença.

Pela falta de compreensão sobre a origem do problema e grande variedade da doença, ainda não existem tratamentos ou cura para ela. Mesmo em regiões onde o excesso de pele foi removido cirurgicamente, a elastoderma pode voltar após determinado tempo.

3. Síndrome do homem elástico

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

A síndrome de Ehlers-Danlos, também chamada de Síndrome do Homem Elástico, é uma condição de saúde que se apresenta em múltiplos cenários. Apesar de ser um problema perigosa ao ponto de ser até mesmo letal, ela pode ser vista até mesmo como um “talento especial” por alguns pacientes.

Nesse caso, o problema congênito cria uma hiperflexibilidade da pele e dos tecidos debaixo dela. Entretanto, as articulações excessivamente flexíveis podem aumentar o risco de luxações e os vasos sanguíneos correm maior risco de se romper.

4. Hemolacria

(Fonte: Internet/Reprodução)(Fonte: Internet/Reprodução)

Se você já viu pela internet uma pessoa chorar sangue, é possível que esse indivíduo tenha nascido com hemolacria — uma condição de saúde que faz as lágrimas saírem do corpo com uma coloração avermelhada. A hemolacria pode ser sintoma de outros problemas de saúde, alguns fatais e outros benignos.

De qualquer forma, esse “fenômeno” existe por conta de uma fusão das vias sanguíneas com as vias lacrimais, causando as “lágrimas de sangue”. A hemolacria também se parece muito com outra condição chamada hematidrose, na qual o paciente transpira sangue em vez de chorar.

5. Hipertricose

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Você já ouviu falar na síndrome do lobisomem? A hipertricose é uma rara condição genética que faz com que um excesso absurdo de pelos cresça pelo corpo de uma pessoa. Essa doença pode atingir uma área específica do corpo ou se espalhar por todas as partes — ou pelo menos na face.

Na realidade, a hipertricose é uma junção de uma predisposição genética com outros fatores adquiridos ao longo da vida, o que significa que ela pode se manifestar a qualquer momento. 

6. Acromegalia

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Em quase todos os casos, a acromegalia é uma condição rara causada pela existência de um tumor benigno na glândula pituitária, que resulta na produção excessiva do hormônio do crescimento. É possível que essa doença provoque sintomas simples, como mãos maiores ou mandíbula larga.

Entretanto, há casos em que a acromegalia causa um crescimento generalizado do corpo. Inclusive, foi esse problema de saúde que fez com que o notório lutador da WWE André, o Gigante, ganhasse fama pelos Estados Unidos.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.