Seja o primeiro a compartilhar

É possível pensar sem usar linguagem?

A linguagem é uma das habilidades que mais define a nossa espécie. Afinal, os seres humanos são verdadeiros artistas da comunicação e desenvolvemos centenas de idiomas para conseguir expressar tudo que queremos e nossos sentimentos para nossos equivalentes. 

Inclusive, esse é um talento tão bizarro nosso que até mesmo as nossas vozes tendem a continuar operando dentro da nossa cabeça enquanto estamos em silêncio. Portanto, até mesmo o nosso pensamento utiliza linguagem para nos ajudar a colocar tudo no papel. Mas seria possível pensar sem usar nenhum tipo de linguagem? Veja só o que diz a ciência até então!

Linguagem entre humanos

a(Fonte: Shutterstock)

Os humanos expressam pensamentos através da linguagem há dezenas de milhares de anos. Essa é uma marca registrada da nossa espécie e provavelmente a nossa principal diferença com o restante dos animais no mundo. Porém, como é possível a ciência estudar algo que está dentro da cabeça de outro indivíduo como a relação entre pensamento e linguagem?

Para isso, foram necessárias várias décadas de estudos. Foi assim que pesquisadores do Centro Nacional de Pesquisa Científica (CNRS) da França descobriram em 2019 que algumas pessoas simplesmente não incapazes de ter um monólogo interno — o que significa que elas não conseguem falar com elas mesmas dentro de suas cabeças.

Além disso, outros estudos analisando a atividade cerebral durante um pensamento mostram que as pessoas não usam as regiões linguísticas do cérebro quando trabalham em problemas de lógica que não utilizam palavras. No entanto, nós passamos décadas acreditando que uma pessoa só poderia desenvolver um pensamento inteligente se utilizasse sua capacidade de formar frases.

Processos cognitivos

a(Fonte: Shutterstock)

Durante muito tempo, a maioria dos pesquisadores defendeu que a linguagem basicamente surgiu para que os seres humanos pudessem elaborar pensamentos mais complexos. Essa era uma teoria bastante defendida por pensadores lendários como Noam Chomsky e Jerry Fodor durante o século XX, mas começou a cair em desuso com estudos mais recentes.

De acordo com as novas evidências que vêm surgindo no campo científico, o papel da linguagem no raciocínio lógico é bem diferente do que se acreditava. Foi então que os pesquisadores criaram o termo "pensamento não simbolizado", um processo cognitivo que ocorre sem qualquer uso de palavras. 

No entanto, estudar essa parcela do nosso pensamento pode ser extremamente complexo. "A maioria das pessoas não sabe que se envolve em pensamentos não simbolizados, até mesmo aquelas que se envolvem nisso com frequência", afirmou o psicólogo pesquisador Russell Hurlburt ao site Live Science. 

Além disso, como as pessoas passam todo o tempo presas dentro das próprias mentes, é comum imaginarmos que os mesmos processos cognitivos que valem para nós seriam universais — mas o mundo não é bem assim. Portanto, é bem provável que você tenha usado diversos recursos não-linguísticos para resolver uma série de problemas lógicos em sua vida, mas simplesmente não percebeu que estava pensando sem usar nenhum tipo de linguagem!

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.