Seja o primeiro a compartilhar

Pesquisa usa videogame para descobrir o que faríamos no apocalipse

O fim do mundo é um tema bastante abordado na literatura, cinema e TV. Muitas vezes associado a eventos climáticos, surtos virais ou surgimento de ameaças, como zumbis, monstros ou alienígenas, o apocalipse é algo que tende a nos chamar a atenção. Algo interessante de ver neste tipo de mídia é a forma como são retratados os humanos remanescentes.

Afinal, se pararmos para pensar, como lidaríamos com o iminente fim de tudo aquilo que conhecemos e temos como "garantido"? O que faríamos ao saber que a vida no planeta está por um fio e tudo pode simplesmente acabar? Um time de pesquisadores bastante sagaz pensou em uma forma de obter tais respostas analisando o comportamento de jogadores em um RPG online cujo servidor estava com os dias contados. E o resultado foi bastante interessante.

O que faríamos no fim do mundo?

Normalmente não teríamos como verificar este tipo de informação, já que estaríamos ocupados demais desesperados com o mundo acabando. Quem em sã consciência pararia para analisar o comportamento da sociedade sabendo que um cometa vai extinguir a vida em 12 horas, por exemplo? Ou qual motivação teria um cientista em verificar o que as pessoas estão fazendo quando um vírus mortal e sem cura está dizimando todo o mundo mais rápido do qualquer vacina poderia ser criada?

Saber que o mundo poderia acabar a qualquer instante poderia fazer com que pessoas deixassem suas rotinas saudáveis de lado (Fonte: Getty Images/Reprodução)Saber que o mundo poderia acabar a qualquer instante poderia fazer com que pessoas deixassem suas rotinas saudáveis de lado (Fonte: Getty Images/Reprodução)

Como em condições normais não temos como realmente chegar a uma conclusão e jamais teríamos tais respostas se o mundo realmente estivesse perto do fim, um grupo de pesquisadores usou o mais próximo disso que temos hoje em dia: mundos virtuais. Usando o período de testes beta do RPG multiplayer online ArcheAge, finalmente pudemos ter uma ideia da forma como as pessoas se comportariam em um evento apocalíptico.

O estudo funcionou da seguinte forma: durante a fase beta do jogo, jogadores tinham liberdade para realizar missões, explorar o mundo, caçar monstros, interagir com outros usuários, formar grupos, comercializar tesouros encontrados em suas aventuras e por aí vai. Eles puderam fazer tudo isso ao longo de 11 semanas, período no qual foram bastante ativos no game. Porém, ao final deste prazo, os jogadores foram comunicados que os servidores seriam desligados e todo o progresso de suas contas seria apagado, perdido para sempre. Ou seja, seria basicamente o fim daquele mundo.

A sociedade e o apocalipse

Pense comigo: se o mundo fosse acabar amanhã, você iria hoje para a academia? Continuaria com sua dieta? Pagaria aquele boleto que está para vencer? Provavelmente não, certo? Afinal, não haveria um "amanhã", então por que se dar o trabalho de fazer qualquer coisa produtiva hoje? Foi basicamente este o resultado da pesquisa, publicada no Proceedings of the 26th International Conference on World Wide Web Companion, com uma versão digital disponibilizada no arXiv.

Os pesquisadores analisaram mais de 270 milhões de ações realizadas pelos jogadores durante o beta do jogo, percebendo uma queda brusca nas atividades quando a notícia de que o servidor seria apagado em breve. Os players basicamente deixaram de fazer missões, caçar e coletar e vender tesouros. O mundo do jogo praticamente parou. Por outro lado, um grupo menor de arruaceiros se voltou para atividades anteriormente não vistas com frequência, como ataques violentos a outros usuários (player killing, ou PK).

Jogadores deixaram de completar missões e realizar demais atividades quando souberam que o mundo do jogo seria apagado (Fonte: Getty Images/Reprodução)Jogadores deixaram de completar missões e realizar demais atividades quando souberam que o mundo do jogo seria apagado (Fonte: Getty Images/Reprodução)

Muitos jogadores deixaram de acessar o servidor beta de ArcheAge. Os que ficaram, porém, demonstraram ter criado laços fortes, continuando a manter o contato via chat até que tudo terminasse. De certa forma, acreditam os pesquisadores, isto pode refletir a forma como nossa sociedade se comportaria em um iminente fim dos tempos. Uma grande parcela das pessoas simplesmente deixaria de lado seus afazeres, outros buscariam o conforto de amigos e familiares, enquanto uma minoria se entregaria aos instintos mais primitivos e violentos, sem medo de represália.

Ainda que a abordagem do estudo e o seu resultado tenham sido interessantes, a pesquisa ainda não foi revisada por pares. De qualquer forma, a ideia de usar um jogo online e seu mundo virtual às vésperas de ser encerrado como substituto próximo do fim do mundo foi uma sacada bastante inteligente. Assim, pelo menos temos uma ideia aproximada do que seria da sociedade caso o apocalipse estivesse batendo à porta.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.