Seja o primeiro a compartilhar

AVC silencioso: o que é e quando você deve procurar ajuda?

Em maio deste ano, o youtuber Felipe Noronha, de 32 anos, sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC). O caso chamou a atenção não apenas pela idade de Noronha, mas também por ele não ter apresentado alguns dos sintomas mais conhecidos, como dormência súbita no rosto, no braço ou na perna, perda repentina na visão e fala arrastada.

O AVC silencioso pode se manifestar em pessoas jovens e com um padrão de vida bastante ativo, como é o caso de Noronha. Isso reforça a necessidade de prestar atenção nos sintomas mais discretos e procurar atendimento médico o mais rápido possível.

Abaixo nós explicamos o que é o AVC e como identificar os primeiros sintomas.

O que é um AVC?

O Acidente Vascular Cerebral, popularmente conhecido como derrame, é uma interrupção no fluxo sanguíneo do cérebro. Ele acontece quando um vaso sanguíneo se rompe (AVC hemorrágico) ou há algum tipo de obstrução nos vasos, seja por coágulos, seja por placas de gordura (AVC isquêmico).

Em ambos os casos, é possível tratar o problema desde que o paciente perceba os primeiros sintomas e procure ajuda o quanto antes. Caso ignore, a pessoa pode ter diversas sequelas, uma vez que o cérebro pode ser comprometido. Elas variam entre alteração permanente na fala, incapacidade de reconhecer objetos e pessoas (mesmo que a visão não seja afetada), perda da sensibilidade e da incapacidade de realizar alguns movimentos.

Além disso, o AVC é a segunda principal causa de óbitos no Brasil. Por ano, cerca de 100 mil pessoas morrem em decorrência de um derrame — aproximadamente 1 morte a cada 5 minutos, de acordo com o Ministério da Saúde. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que 1 a cada 6 pessoas terá um AVC ao longo da vida. Isso reforça a importância de prestar atenção em todos os sintomas.

Também é importante destacar que o AVC é mais comum em pessoas acima dos 65 anos, mas o número de ocorrência jovens tem subido a cada ano. Entre 10% e 15% dos derrames ocorrem em pessoas de 18 a 50 anos. Pessoas jovens, mesmo que não apresentem problemas de saúde, podem ter um AVC; dessa forma, ronco, abuso de álcool, tabagismo, cardiopatias e diabetes podem ser indicadores.

Os principais sintomas do AVC silencioso

Noronha disse ter procurado ajuda ao apresentar sudorese intensa enquanto estava em repouso, falta de apetite, falha na voz e dormência no corpo. Dor de cabeça, tontura e mal-estar geral também podem ser indicativos. Em alguns casos, os pacientes podem apresentar uma leve perda de memória e mudanças repentinas de humor ou personalidade.

Se você perceber que está com mais de um desses sintomas, é importante procurar ajuda médica. Se o diagnóstico for feito de maneira rápida, o tratamento será mais bem-sucedido, e maiores serão as chances de recuperação completa.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.