Seja o primeiro a compartilhar

Jane Austen: 6 fatos surpreendentes sobre a autora

Jane Austen foi uma das escritoras mais importantes da Era Vitoriana. Nascida no dia 16 de dezembro de 1775, sua vida sempre esteve ligada à literatura e seus romances caíram no gosto de milhões de leitores ao longo dos anos. Apesar disso, seu nome só foi reconhecido após a sua prematura morte, no dia 18 de julho de 1817, aos 41 anos de idade.

Para celebrar sua obra, vamos relembrar 5 curiosidades sobre sua vida:

1. Jane Austen começou a escrever quando criança

Retrato de Jane Austen na infância.Retrato de Jane Austen na infância.

Austen publicou seu primeiro romance, Razão e Sensibilidade, em 1808, com 23 anos. Porém, sua carreira de escritora começou alguns anos antes. Quando tinha apenas 12 anos ela já demonstrava interesse pela escrita, com textos bem-humorados. Hoje, esses textos iniciais podem ser encontrados em uma compilação chamada Juvenilia. Já aos 16 anos de idade, Austen escreveu uma coleção de paródias de livros didáticos, que chamou de A História da Inglaterra... por uma historiadora parcial, preconceituosa e ignorante.

2. Escreveu 6 romances (e uma porção de outras obras) 

Durante a sua vida, Jane Austen publicou quatro romances: Razão e Sensibilidade, Orgulho e Preconceito, Mansfield Park e Emma. Ela teve ainda outros dois romances publicados postumamente: A Abadia de Northanger e Persuasão. Porém, ao longa de sua vida, Austen também escreveu alguns contos, uma novela não finalizada, alguns poemas e uma peça de teatro. Sua família sempre apoiou seu trabalho, estimulando para que continuasse a escrever e a ajudando a publicar, tanto em vida quanto após sua morte.

3. Seus romances foram publicados anonimamente 

Capa da primeira edição de 'Razão e Sensibilidade'.Capa da primeira edição de 'Razão e Sensibilidade'.

A carreira literária foi considerada como uma atividade masculina por muito tempo. Ainda no século XX, muitas mulheres tiveram dificuldades para publicar seus livros. E a situação era ainda mais difícil na época de Jane Austen. Por esse motivo, seu primeiro romance, Razão e Sensibilidade, foi creditado a “Uma Dama”. Já os seus trabalhos posteriores foram creditados à “Autora de Razão e Sensibilidade”. Seu nome só foi aparecer nas capas dos livros após sua morte.

4. Jane Austen tinha fãs ilustres

Charles Darwin era um dos grandes admiradores das obras de Jane AustenCharles Darwin era um dos grandes admiradores das obras de Jane Austen

George IV, o príncipe regente, foi um desses fãs, que sabia que Austen era a autora dos livros e chegou a conhecê-la pessoalmente. Na ocasião, o príncipe pediu para que ela dedicasse seu próximo romance, Emma, a ele, o que de fato aconteceu. Outros fãs ilustres são o naturalista Charles Darwin, que dizia conhecer as obras dela de cor, e a escritora Virginia Woolf, que comparou Austen com Shakespeare.

5. Jane Austen era uma cervejeira talentosa

Na época de Austen, fazer cerveja em casa era um hábito comum e a escritora era especialista em fazer cerveja de abeto, produzida com melaço para um sabor um pouco mais adocicado. Além disso, Austen também sabia fazer hidromel, e chegou a lamentar certa vez, quando o mel estava em falta e sua família precisou economizar o estoque de hidromel que possuíam.

6. Sua morte ainda é um mistério

Homenagem para Jane Austen na parede do Poets' Corner na Abadia de Westminster, Londres.Homenagem para Jane Austen na parede do Poets' Corner na Abadia de Westminster, Londres.

Jane Austen morreu em 1817 aos 41 anos e a causa da morte é incerta. Acredita-se que ela sofria da doença de Addison, ou talvez o linfoma de Hodgkin, devido aos sintomas. Porém, em 2017, a Biblioteca Britânica apresentou uma teoria que sugeria que Austen foi acidentalmente envenenada por arsênico. Infelizmente é pouco provável que um dia tenhamos a resposta para este mistério, uma vez que sua irmã Cassandra queimou quase todas as cartas que recebeu para tentar preservar a privacidade de Jane após sua morte.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.